No subsolo da Baixa de Lisboa, foi concebida uma experiência museológica imersiva com base em tecnologias e na história da cidade. Trata-se de um projecto da empresa portuguesa EDIGMA e está nomeado para os prémios InAvation Awards 2023, uma distinção dirigida a iniciativas do audiovisual e da interactividade.

O Núcleo Arqueológico da Rua dos Correeiros, localizado na Baixa de Lisboa, está a acolher, no espaço a nível do subsolo, uma “nova experiência museológica”. Com recurso a soluções tecnológicas, o projecto apresenta-se “sustentado numa narrativa expositiva diferenciadora” que procura diluir a experiência do tempo, refere a EDIGMA, dedicada ao desenvolvimento de experiências interactivas combinando o físico e o digital.

“O passado e o presente, que estão interligados em 2 500 anos de história, e os vestígios de uma cidade que foi preenchida de vida ininterruptamente formam uma experiência imersiva”, acrescenta a EDIGMA, que coordena e implementa o projecto na cidade de Lisboa.

Actualmente, esta experiência no subsolo da capital portuguesa é, graças à sua dimensão tecnológica e imersiva, uma das finalistas da categoria “Visitor Attraction” dos prémios InAvation 2023, cujos vencedores serão dados a conhecer no próximo dia 31 de Janeiro, em Barcelona.

Recorde-se que os prémios InAvation distinguem, a nível mundial, projectos interactivos pelo seu design e pela sua integração e gestão audiovisual, sendo a EDIGMA, neste momento, a única empresa portuguesa representada.