Torres Vedras tem agora um laboratório colaborativo para a inovação digital associada ao sector da agricultura. Nasceu formalmente no passado dia 24 de Abril, a partir de um projecto de investigação aprovado pela Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT) e tem como objectivo gerar soluções digitais inovadoras orientadas para a competitividade do sector agrícola em Portugal.

Trata-se do SFCOLAB, o Laboratório Colaborativo para a Inovação Digital na Agricultura e formalizou-se, no dia 24 de Abril, sob a forma de associação. O novo laboratório vai sediar-se nas antigas instalações do Instituto da Vinha e do Vinho - IVV, em Torres Vedras, e apresenta-se como “um centro gerador de soluções digitais inovadoras para a agricultura, orientado para as tecnologias de ponta”. O laboratório foi legalmente constituído no edifício dos Paços do Concelho de Torres Vedras, num momento marcado pela assinatura da escritura para as futuras instalações.

Com origem inicial no projecto de investigação Smart Farm Colab, aprovado pela FCT, o laboratório colaborativo vai contar com financiamento público ao longo dos próximos cincos anos, “através de um programa de apoios gerido pela FCT”, pode ler-se em nota de imprensa.

“Disseminar o uso da agricultura digital”, aumentando a produção de informação e obtendo “o máximo de indicadores para o tecido económico” são alguns dos principais objectivos da associação agora formalizada, que procurará, também, “estimular” a ligação entre a ciência e os sectores da horticultura, viticultura e fruticultura da região Oeste do país. No seu funcionamento, este laboratório deverá “promover processos de mudança tecnológica e a criação de agendas de investigação e inovação de curto e médio prazo”.

A associação é constituída por um conjunto alargado de entidades públicas e privadas, entre as quais estão o município de Torres Vedras, a Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa, a Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, o Instituto Politécnico de Leiria, o Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária ou a Adega Cooperativa de São Mamede da Ventosa.

 

*Errata: por lapso, indicou-se que o Instituto Politécnico de Lisboa é uma das entidades pertencentes à associação, sendo que a informação correcta é o Instituto Politécnico de Leiria.