A Infralobo quer melhorar a forma como gere a energia que utiliza e, para isso, vai contar com a ajuda da AREAL - Agência Regional de Energia e Ambiente do Algarve. As duas entidades assinaram um protocolo de colaboração com vista ao apoio técnico especializado no domínio da gestão de energia. Para além da gestão energética e depois do lançamento do sistema de bicicletas eléctricas partilhadas, a empresa municipal de Loulé responsável pela gestão de infra-estruturas de Vale do Lobo anunciou que está também a preparar uma sistema de monitorização das águas residuais domésticas.

O acordo entre a AREAL e a Infralobo foi assinado por ocasião do Dia Mundial do Ambiente, que se celebrou no passado dia 5 de Junho. A partir de agora, a AREAL vai prestar apoio técnico no desenvolvimento de um plano de gestão de energia que passa pela fixação de metas e objectivos de eficiência energética das instalações e frotas, análise e comparação dos usos de energia e respectivos indicadores e, ainda, pela identificação contínua de oportunidades de racionalização de consumos.

A colaboração faz parte da estratégia de gestão da empresa municipal, que aponta a inovação tecnológica e a sustentabilidade energética, ambiental e económica como prioridades. Como reflexo do trabalho que tem sido desenvolvido nesse sentido, a Infralobo dá conta do “forte investimento na tecnologia como forma de integrar, relacionar e agilizar procedimentos e processos, permitindo, assim, uma gestão mais eficaz de toda a sua área de intervenção”. Exemplo é o projecto Smart Resort, lançado em 2017, que integra componentes de telemetria, gestão documental,Costumer Relationship Management-CRM, a Infralobo Smart Management, entre outros.

Mais recentemente, em Maio de 2018, a empresa municipal lançou o projecto de bicicletas eléctricas partilhadas Smart Bikes by Infralobo. No total, são 30 bicicletas eléctricas, distribuídas em cinco pontos de recolha, localizados em pontos estratégicos da ciclovia da área de intervenção de Infralobo. Para “breve”, está também prevista a entrada em funcionamento do sistema de monitorização das águas residuais domésticas.

Com estas iniciativas, a Infralobo pretende reforçar o seu contributo no desenvolvimento de projectos e acções alinhadas com a Estratégia Municipal de Adaptação às Alterações Climáticas do município de Loulé (EMAAC).