Este ano, o Município da Amadora comemora o seu 41.º Aniversário, e a efeméride vai ser celebrada.

Numa altura em que todos estamos a viver uma nova realidade condicionada pela COVID-19, foi necessário refletir e reinventar as festas desta cidade que sempre celebrou a diversidade cultural e as suas diferentes expressões artísticas, promovendo o contacto com a cultura local e nacional, proporcionando experiências gastronómicas, culturais e de lazer.

Assim, por forma a evitar concentrações de pessoas, mesmo em espaços públicos a céu aberto, repensámos toda a programação e apostámos em formatos mistos, que visam permitir uma menor concentração de pessoas, com acessos controlados e um maior alcance pela via digital.

O Hastear da Bandeira e a Sessão Solene decorrem no dia 11 de setembro, data da elevação da Amadora a cidade.

O feriado municipal é ainda festejado com o lançamento, na Galeria Municipal Artur Bual, do Livro “A Cidade que não existia” – fotografias de Alfredo Cunha, seguida da abertura da exposição do artista. Será ainda transmitido um vídeo alusivo ao 41.º Aniversário do Município, com transmissão nas redes sociais municipais, com apontamentos musicais de Lura e de Pedro Abrunhosa.

O dia termina em beleza com a Companhia Quorum Ballet, que apresenta “S Ó S” no Espaço Fernando Relvas, espetáculo que vai ter ainda sessões nos dias 12 e 13 de setembro, no auditório dos Recreios da Amadora.

O “Conversas na Rua”, projeto que desafia vários artistas a realizar pinturas murais espalhadas pela cidade, cumpre este ano a sua 6.ª edição, sob a temática “Amadora Ilustrada”. De 10 a 26 setembro, 10 artistas portugueses vão “deixar a sua marca” pela Amadora, inspirados pela sua arquitetura, património cultural, multiculturalidade, identidade social e história local.

A 5.ª Festa do Livro não vai faltar. Esta edição – que se realiza de 10 a 12 de setembro – contará com diversas sessões em live stream nas redes sociais da Câmara Municipal da Amadora. Prevê-se a realização de sessões com autores lusófonos e nacionais de renome, designadamente Alice Vieira, José Eduardo Agualusa, Yara Monteiro, Maria João Lopo Carvalho, Germano Almeida, Mia Couto, José Ruy, o fotógrafo Alfredo Cunha e artistas do projeto Conversas na Rua, estes numa sessão dedicada ao tema da Arte Urbana.

A música não podia faltar nestas comemorações e, no dia 12 de setembro, o Cineteatro D. João V reabre as portas para Lucibela, cantora cabo-verdiana cuja mestria, potencialidade vocal e interpretação, colocam-na já entre as grandes vozes da atualidade.

No âmbito do desporto, o Torneio Comemorativo do Aniversário da Cidade da Amadora em Ténis (organizado do Clube de Ténis da Amadora), realiza-se nos dias 12 e 13 de setembro, de acordo com as normas de segurança e proteção necessárias.

Mais informações sobre horários, preços e sinopses, disponíveis no site da Câmara Municipal da Amadora e nas páginas de Facebook do Município, @municipiodaamadora e @amadoracidade.

 

O texto acima é da responsabilidade da entidade em questão, com as devidas adaptações.