A iniciativa pretende comemorar o Dia Internacional da Floresta (e a Primavera), que se celebra a 21 de Março, e, simultaneamente, promover o restauro florestal, que o Governo assume ser o caminho para a recuperação e o bem-estar. A pensar nisso, este ano, o Instituto da Conservação da Natureza e das Floresta (ICNF) vai disponibilizar, a todos os cidadãos, árvores autóctones produzidas nos seus viveiros, gratuitamente, para plantarem nas suas propriedades.

Cada pessoa pode levantar até dez exemplares e entre as espécies disponíveis estão medronheiros, sobreiros, azinheiras, pinheiros mansos, alfarrobeiras, romãzeiras e carvalhos cerquinhos. Caso o requerente seja representante de entidades privadas sem fins lucrativos, o número aumenta para um máximo de 50.

A iniciativa vai ainda mais longe: tendo em conta a importância da mancha verde, inclusive nas metas de descarbonização estabelecidas pela Comissão Europeia, as regras definem que os proprietários rurais, que tenham como objectivo a plantação em pequenas parcelas de terreno (com área não superior a 5 000 metros quadrados), desde que identifiquem a parcela a plantar, podem levantar até um máximo de 100 exemplares.

Mas, para beneficiar desta iniciativa, há regras e horários a cumprir. É obrigatória a inscrição através do contacto telefónico de um dos postos de atendimento seleccionados do ICNF ou para o email ICNFsomosTODOSnos@icnf.pt.

A recolha pode ser efectuada entre os dias 19 e 26 de Março. Para além disso, quem for recolher as árvores tem de remeter, no espaço de 48 horas, uma fotografia da plantação para ICNFsomosTODOSnos@icnf.pt e partilhar ou permitir a partilha das fotos com a hashtag #ICNFsomosTODOSnos.

 

Nota: Devido à grande adesão à iniciativa, a campanha do ICNF terminou antes do previsto. Saiba mais informações aqui