A câmara municipal de Guimarães quer promover o “bem comum” junto dos jovens e, para isso, associou-se a uma iniciativa que quer aproximar esta faixa da população ao município, proporcionando um diálogo entre eles sobre o tema. Através de uma plataforma on-line, a ideia é que o capital social que resulta dessa reflexão seja concretizado no tecido e no espaço público da cidade.

O projecto debruça-se sobre os conceitos de “bem comum” e “bem comum local” e tem na base a noção de que “a comunidade onde vivem, estudam ou trabalham é a dimensão mais imediata onde os jovens podem agir politicamente”. A iniciativa foi criada pela Associação Coolpolitics, sendo financiada pela Fundação Calouste Gulbenkian, e conta com o apoio da câmara municipal de Guimarães.

A cidade minhota é o ponto de partida da plataforma Bem Comum, que pretende levar a cabo acções de formação cívica, mas está aberta à participação futura de mais municípios. Paralelamente, a plataforma pretende aceitar propostas e submissões de ideias nas áreas da democracia, justiça e cooperação.

O programa consiste em quatro passos. O primeiro passa por apelar aos jovens que se inscrevam na plataforma por forma a dizer à comunidade quais os valores determinantes para o bem comum. Segue-se a submissão de ideias para que outros jovens também as possam conhecer e votar naquela que aparente ser a mais promissora. Após esta fase, serão seleccionados 50 jovens que irão fazer parte de um grupo de trabalho para a elaboração de dez projectos com base nas dez ideias mais votadas. A proposta mais votada será depois implementada, com o apoio do município.

A iniciativa está aberta a todos os jovens residentes e/ou frequentadores de um estabelecimento de ensino do município onde o Bem Comum decorre (Guimarães), com idades compreendidas entre os 15 e os 18 anos, feitos até 31 de Dezembro 2021, que se registem na plataforma do projecto. Só os jovens que cumpram estes requisitos podem participar e submeter propostas, sendo que cada um pode apresentar até duas ideias individuais e co-submeter até três ideias de grupo. Em relação a estas últimas, submeter uma ideia de grupo requer que dois ou mais jovens estejam inscritos na plataforma. Ao submeter uma ideia, em grupo ou individualmente, deve ser indicada a morada de email associada ao perfil de cada um dos subscritores, que receberão uma mensagem de validação para completar o procedimento.