A produtora norte-americana de automóveis Ford e a multinacional alemã de engenharia e tecnologia Bosch estão a testar uma solução baseada em infra-estrutura para estacionamento autónomo de automóveis. Através de um conjunto de sensores instalados numa garagem, os veículos serão conduzidos e estacionados autonomamente.

O objectivo do teste é “facilitar o estacionamento em parqueamentos fechados”. Para isso, o teste que junta Ford, Bosch e a imobiliária norte-americana Bedrock, pretende demonstrar aquela que a empresa alemã considera ser “a primeira solução   baseada em infra-estrutura para estacionamento com condução altamente autónoma”. O palco da demonstração, a decorrer até ao final de Setembro, será um parque de estacionamento de um projecto imobiliário residencial da Bedrock, na cidade norte-americana de Detroit. A partir da instalação de um conjunto de sensores instalados na garagem automóvel, que se conectam aos veículos que participam no teste, os automóveis serão conduzidos e estacionados de forma autónoma. Neste teste, os condutores deixam os veículos numa área designada e “utilizam o smartphone para os direccionar para uma manobra de estacionamento automatizada”. Para a recolha do veículo, os condutores utilizam a mesma aplicação móvel para solicitar a devolução do automóvel “na área designada para retirada”, explica, em comunicado de imprensa, a Bosch.

Segundo a Bosch, esta solução tecnológica “aumenta a capacidade de estacionamento dos residentes” e permite, ainda, “oferecer serviços para veículos enquanto estão estacionados”. A tecnologia em causa - veículo para infra-estrutura (V2I) - possibilita a comunicação entre os veículos e os sensores instalados na garagem automóvel, que “reconhecem e localizam o veículo para orientar a manobra de estacionamento”, evitando ainda peões e obstáculos.

Este projecto de demonstração vai estar em exibição até ao final de Setembro e a tecnologia em testes será disponibilizada aos inquilinos do projecto residencial de Detroit. Através do estacionamento com condução autónoma, a mesma quantidade de espaço pode acomodar “até mais 20% de veículos”, garante a Bosch.