A edição deste ano do Big Smart Cities está à procura de ideias e projectos que tirem partido das potencialidades da tecnologia 5G. Isto acontece numa altura em que o Governo acaba de anunciar a criação de “zonas livres tecnológicas”, para os operadores de comunicações móveis poderem começar a testar a entrada em funcionamento da quinta geração móvel (5G). As candidaturas para o programa de aceleração da Vodafone e da Ericsson estão abertas até ao próximo dia 21 de Outubro.

A aposta da competição de empreendedorismo nas potencialidades da tecnologia 5G – sucessora do 4G, com velocidades de transferência e capacidades de ligação superiores – surge na sequência do lançamento, em Junho, do Vodafone 5G Hub, um centro orientado para a inovação com tecnologia 5G. Este centro reúne parceiros ligados ao sector das telecomunicações, indústria, universidades, investigadores e start-ups, num esforço de inovação que tem como objectivo tirar partido de todas as potencialidades do 5G.

A edição deste ano do programa de aceleração procura encontrar projectos inovadores para dois programas: o 5G University Challenge e o 5G Startup Competition. O primeiro destina-se a candidatos do ensino superior e o segundo está orientado para start-ups com projectos numa fase de desenvolvimento mais avançada e que se encontrem a desenvolver projectos para cidades inteligentes. As candidaturas submetidas devem inserir-se numa de cinco categorias: Mobilidade, Energia, Saúde, Educação e Turismo.

Os finalistas seleccionados passam a um período de pré-aceleração, que inclui workshops e sessões de tutoria com especialistas da Vodafone e da Ericsson – as empresas responsáveis pela organização da competição.

Em Dezembro, decorrerá a final do concurso, em que os candidatos finalistas vão apresentar os seus projectos perante um júri especializado. Os vencedores terão, depois, direito a prémios monetários – mil euros no caso do University Challenge e 10 mil euros no caso dos projectos liderados pelas start-ups. Tanto uns como outros vão ter a oportunidade de ver os seus projectos incubados no Vodafone Power Lab e de os desenvolver no centro de inovação para o 5G da Vodafone.

Na edição anterior do Big Smart Cities, o grande vencedor foi a Pavnext, uma solução que consiste num piso rodoviário que reduz a velocidade e tira partido da energia cinética dos automóveis para outros fins. A start-up, ao vencer o concurso, conquistou a oportunidade de testar o seu projecto em ambiente real, no município de Cascais.

As candidaturas, abertas até dia 21 de Outubro, podem ser submetidas on-line, no sítio web da competição.