Peça de arte desenvolvida pelo artista português em parceria com a LG e a ERP Portugal revelada a 18 de julho.

 

O que acontece aos aparelhos eletrónicos quando os deitamos fora? E se o e-waste tivesse uma segunda vida? Este foi o desafio lançado pela LG e pela ERP Portugal (European Recycling Platform) ao artista português AKA Corleone, que se associou a estas entidades para desenvolver uma instalação artística impactante tendo como base o lixo eletrónico.

“Reusable Technology” é o nome da peça que será apresentada ao público no dia 18 de julho, no primeiro dia do festival Super Bock Super Rock, e que pretende chamar a atenção de todos os visitantes deste evento para a necessidade de repensar a forma como tratamos os equipamentos elétricos e eletrónicos em fim de vida.

“Todos nós devemos estar conscientes de que estes objetos podem ter um propósito depois de se tornarem obsoletos para nós, e a reutilização ou a reciclagem deverão ser um dos caminhos a seguir. Esta instalação pretende convidar as pessoas a explorarem este processo, chamando a atenção para esta necessidade urgente e fazer-nos pensar sobre o assunto, para mais tarde sabermos como agir quando a oportunidade surgir”, afirma AKA Corleone, nome artístico de Pedro Campiche, o artista multidisciplinar português reconhecido pelo seu trabalho de ilustração e design gráfico.

Um frigorífico, uma máquina de lavar a roupa e outra de lavar a loiça, uma televisão antiga e um ecrã plano, um computador e dois micro-ondas – estes são alguns dos equipamentos que compõem o cubo de dois metros de altura que representa o volume que estes objetos têm no dia-a-dia das pessoas e do planeta.

Um volume que assume, atualmente, números impressionantes. Segundo estimativas das Nações Unidas, em 2016, foram produzidas 44,7 milhões de toneladas de REEE (Resíduos de Equipamentos Elétricos e Eletrónicos) em todo o mundo, sendo que, em 2021, as previsões apontam para que este número suba para as 52,2 milhões de toneladas.

“Sabe-se que apenas 15 a 20% do lixo eletrónico é reciclado a nível mundial. Estes são números preocupantes para os quais queremos alertar e sensibilizar. Cerca de 100% dos componentes utilizados nos equipamentos elétricos e eletrónicos podem, e devem, ser reaproveitados e transformados em nova matéria prima. E a arte, pelo seu alcance e influência nas pessoas, pode ser uma das mais interessantes segundas vidas que podemos dar estes resíduos”, refere o Diretor de Marketing da LG Portugal, Hugo Jorge, acrescentando: “O AKA Corleone soube, desde o primeiro momento, interpretar muito bem estes dados e desenvolveu uma peça que, certamente, vem reforçar os nossos esforços em torno da conscientização da sociedade para a necessidade de darmos uma nova vida mais sustentável ao e-waste.”

Para Rosa Monforte, Diretora Geral da ERP Portugal, “é crucial desenvolver iniciativas como esta, que, através de uma abordagem impactante e original, consigam alertar e despertar as pessoas e gerar conhecimento que impulsione uma mudança de atitude e um comportamento cada vez mais consciente em relação ao lixo eletrónico e à necessidade de lhe darmos uma segunda vida através da reciclagem ou da sua reutilização.”

A parceria com a ERP Portugal e com o artista AKA Corleone surge no contexto de um projeto de sensibilização da LG Portugal cujo objetivo passa por alertar para a importância da necessidade de reencaminhar adequadamente os equipamentos elétricos e eletrónicos em fim de vida e para a realidade e os desafios associados à problemática do lixo eletrónico, no País, na Europa e no Mundo.

O primeiro momento deste projeto aconteceu a 21 de maio com a realização do “e-Waste Summit |Tecnologia Sustentável na Era Digital” que reuniu em Lisboa, pela primeira vez, vários especialistas na matéria, mas também académicos, ambientalistas, setor empresarial e decisores políticos, como o secretário de Estado do Ambiente, com o objetivo comum de contribuir para uma análise do panorama português no que respeita à gestão dos Resíduos de Equipamentos Elétricos e Eletrónicos - REEE.

LG e a Sustentabilidade Ambiental

A organização do e-Waste Summit e a parceria com o AKA Corleone surgem no âmbito da estratégia de Responsabilidade Social e Corporativa da LG Eletronics, cujo principal objetivo é a criação de um sistema de gestão e um portefólio que assegurem um ambiente melhor, contribuindo para que as comunidades onde operam tenham uma vida melhor, tanto a nível social como ambiental.

“A estratégia de ambiental da LG, definida em 1994, procura implementar sistemas de gestão ambiental ao longo do ciclo de vida dos seus Produtos, desde o seu Desenvolvimento, passando pela Produção, Utilização e Fim de vida, por forma a reduzir o impactos no ambientes decorrentes da nossa atividade”, explica o Diretor de Marketing da LG Portugal, Hugo Jorge, esclarecendo que “entre muitas outras iniciativas de promoção de práticas sustentáveis e amigas do ambiente, a LG já desenvolve a nível mundial um processo de montagem para os seus televisores que é executado de forma a que o desmantelamento permita a reciclagem de grande parte dos componentes, pois estamos cientes de que o lixo eletrónico é quase 100% reciclável, desde que seja devidamente tratado.”

A LG Electronics Portugal foi fundada em 2003 e emprega cerca de 90 colaboradores. A empresa, que alcançou em 2018 vendas globais no valor de 178 milhões de euros, engloba cinco unidades de negócio – HomeEntertainment, HomeAppliances, Mobile Communications, Business Solutions e AirConditioning – sendo distribuidor no nosso país de Smartphones, sistemas de ar condicionado, sistemas Home Cinema, televisores Super UHD e OLED, frigoríficos - Combinados e sidebyside, máquinas de lavar loiça e roupa, portáteis, projetores e monitores, entre outros.

O texto acima é da responsabilidade da empresa em questão.

Fonte: Press release