Decorreu, no dia 17 de maio de 2019, no Museu Nacional Ferroviário em Entroncamento, o “FIMS – Fórum Internacional de Mobilidade Sustentável” dedicado às soluções de mobilidade baseadas em hidrogénio renovável.

O objetivo do FIMS foi a apresentação e discussão de projetos europeus na área da mobilidade sustentável (elétrica, hidrogénio e veículos autónomos) - projetos consolidados ou pilotos que estão a ser implementados na Europa.

Interveio no evento o Secretário de Estado Adjunto e da Mobilidade, Prof. José Mendes, que fez a apresentação do Roteiro nacional para a Neutralidade Carbónica 2050.

O “FIMS – Fórum Internacional de Mobilidade Sustentável”  decorreu no âmbito na EU Green Week, sendo uma organização conjunta entre a MédioTejo21 - Agência Regional de Energia e Ambiente, a Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo, IrRADIARE – Science for Evolution, Museu Nacional Ferroviário e Institutos Politécnicos de Tomar e Portalegre, contando ainda com a parceria da Comissão Europeia através da FCHJU, da Hydrogen Europe, da HyER e da Corvers Procurement Services.

O evento surgiu no contexto da crescente preocupação da região com a procura de fontes de abastecimento energético que sejam positivas para a sustentabilidade, o ambiente, o emprego, o desenvolvimento regional e climaticamente neutro. Relevante é também o facto da Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo, respondendo ao desafio da Fuel Cells and Hydrogen 2 Joint Undertaking (FCH2 JU), ter-se constituído como uma região pioneira nas questões do Hidrogénio, tendo assinado um Memorando de Entendimento com a FCH2 JU, e um Protocolo de Colaboração com a Associação Portuguesa para a Promoção do Hidrogénio (AP2H2).

O objetivo do FIMS foi a apresentação e discussão de projetos europeus na área da mobilidade sustentável (elétrica, hidrogénio e veículos autónomos) - projetos consolidados ou pilotos que estão a ser implementados na Europa.

O princípio de utilização de energias renováveis para produção de hidrogénio utilizável em soluções de mobilidade foi determinante na selecção dos casos estudo apresentados e debatidos pelas diversas entidades participantes e intervenientes.

Estiveram presentes participantes e intervenientes de dez estados membros da União Europeia. Estiveram neste Fórum Internacional da Mobilidade Sustentável representados projectos ou programas que representam mais de 1000 M€ de investimento em inovação dinamizado pela Comissão Europeia no domínio das aplicações de hidrogénio como vector energético na mobilidade e aplicações energéticas. Os exemplos apresentados representam aplicações inovadoras e pioneiras no plano europeus em especial para utilização deste vector energético em mobilidade urbana.

O secretário de Estado Adjunto da Mobilidade salientou a importância do hidrogénio não apenas como vector energético mas também como plataforma de inovação e geração de conhecimento e oportunidades de aceleração de investimento baseado em conhecimento e orientado para a sustentabilidade.

O cumprimento dos objectivos do acordo de Paris foi salientado pelo secretário de Estado Adjunto da Mobilidade.

Neste contexto, o Roteiro nacional para a Neutralidade Carbónica 2050 desenha um percurso de redução de emissões de CO2 para os diversos sectores, com especial enfase no sector dos transportes.

Neste sector, os drivers tecnológicos emergentes permitem assegurar o necessário conjunto de tendência que permitem atingir objectivos ambiciosos de redução de emissões. Esta redução permitirá atingir os compromissos de Paris e os objectivos globais para 2050.

Em concreto, o objectivo geral de incorporação de 47% de energia renováveis no mix energético geral foi anunciado para 2030 pelo secretário de Estado da Mobilidade. A incorporação de renováveis para 80% no mix de produção de energia eléctrica em 2030 foi outro objectivo apresentado pelo secretário de Estado Adjunto para Mobilidade. A importância do hidrogénio na combinação de soluções de transporte e mobilidade foi salientada como sendo uma oportunidade siginficativa de inovação.

A audiência do evento foi formada pelos municípios e regiões, empresas industriais, de Portugal e Espanha, que estão envolvidas no cluster do Vale do Hidrogénio “HyTagus” (e respetiva proposta H2020), para além de representantes de regiões e empresas de outros países da Europa com relevância na temática em discussão.

Este evento serviu também para assinalar o 10o aniversário da MédioTejo21.

 

A Smart Cities é media partner oficial deste evento.

O texto acima é da responsabilidade da organização do evento.