CONTEÚDO PATROCINADO

“O turismo náutico é, na verdade, um produto estratégico para o desenvolvimento turístico da ilha do Faial e dos Açores.”

 

A Câmara Municipal da Horta (CMH) está inserida no projeto transfronteiriço Ecotur Azul - MAC/4.6c/046. “Para a Horta seria impensável perder esta oportunidade, numa cidade que é referência na Europa e no mundo pela qualidade, segurança e condições disponibilizadas pelo seu Porto abrigado e pela sua Marina”, afirmou o Presidente da CMH - a única ilha nos Açores que integra o projeto ECOTUR, que une diversas cidades com marinas e portos de recreio das ilhas da Macaronésia.

De acordo com José Leonardo Silva, “estamos aqui a falar de uma oferta integrada, acessível a quem nos visita através dos próprios telemóveis, e que rapidamente pode aceder a um conjunto de informação essencial para aproveitar e usufruir da sua estadia: Cultura, náutica, natureza e sabores".

O autarca defende que, numa altura em que estamos na crescer do ponto de vista do turismo, crescimento este importante para o desenvolvimento económico do concelho e da Região, “o turismo náutico é, na verdade, um produto estratégico para o desenvolvimento turístico da ilha do Faial e dos Açores”.

José Leonardo Silva entende que “o mercado da náutica de recreio é mais uma oportunidade para favorecer esse crescimento. Na verdade, as acessibilidades à ilha do Faial e aos Açores não se fazem apenas por via aérea, mas são sobretudo realizadas por via marítima”.

Estamos aqui a falar de uma oferta integrada, acessível a quem nos visita através dos próprios telemóveis, e que rapidamente pode aceder a um conjunto de informação essencial para aproveitar e usufruir da sua estadia: cultura, náutica, natureza e sabores.

José Leonardo Goulart da Silva

Presidente, câmara municipal da Horta

Através deste projeto a autarquia faialense tem a possibilidade de vender um destino amigo do ambiente, ligado ao mar, com tradição no mundo da vela de cruzeiro e que ostenta galardões de reconhecimento europeu e mundial como a Bandeira Azul da Europa ou o ECO XXI. “Esta nossa aposta leva-nos a que, durante este mandato, estejamos a trabalhar no sentido de criarmos uma rede integrada de zonas balneares no concelho da Horta, que sejam uma promoção da Horta - Capital Mar dos Açores, e um importante ponto de referência para quem nos visita”, frisou o Edil Faialense.

O Ecotur-Azul valoriza o conceito de multi-destino, o potencial económico do turismo costeiro, os itinerários culturais marítimos e as atividades originais em barcos de recreio, através de uma rede de instalações costeiras inovadoras e antigas rotas marítimas. Pretende consolidar e alargar a transformação digital dos territórios insulares associados e o seu desenvolvimento como um destino turístico inteligente, em perfeita harmonia com a estratégia ‘Smart Island’, através do uso de tecnologias de informação e comunicação (TIC) e da colaboração público-privada.