Durante a Semana Europeia da Mobilidade, a CIRC, empresa que já disponibiliza trotinetes partilhadas em 12 cidades portuguesas vai aproveitar esta iniciativa para sensibilizar os automobilistas que todos os dias se deslocam por Lisboa para a importância de estacionar correctamente os seus veículos na cidade.

Sob o lema “Respeita a tua Cidade”, ao longo da Semana da Mobilidade que começa hoje e termina no domingo, dia em que se assinala o Dia Europeu sem Carros, a CIRC irá distribuir balões pelos carros mal-estacionados nas ruas de Lisboa.

A CIRC pretende com esta iniciativa demonstrar que o verdadeiro problema de estacionamento se deve à elevada quantidade de automóveis que todos os dias são utilizados, em detrimento dos transportes públicos ou de outras formas de deslocação promovidas em Lisboa como as bicicletas e as trotinetes eléctricas partilhadas.

Apesar do esforço único em Portugal que está a ser feito pela Câmara Municipal de Lisboa, para criar estacionamento para os transportes alternativos aos automóveis, o que é facto é que à semelhança de outras cidades mundiais, a maioria das infraestruturas de estacionamento criadas na capital portuguesa são dedicadas exclusivamente aos automóveis e, mesmo assim, o mau estacionamento em Lisboa continua a ser um problema.

Recorde-se que no ano passado a EMEL - empresa que fiscaliza o estacionamento de Lisboa - passou em 2018 mais 271 mil multas a carros mais estacionados, o que equivale a mais de 1300 multas por dia só na capital portuguesa.

“P​or exemplo,, um lugar de estacionamento para automóveis pode ser usado para estacionar mais de 20 trotinetes. Durante a semana da mobilidade devemos aproveitar para sensibilizar a população de que existe alternativas para a deslocação dentro da cidade. Lisboa está a criar ciclovias, está a criar estacionamento para bicicletas, trotinetes e outros veículos partilhados, os bilhetes de transporte público ficaram mais baratos, por isso é importante haver também uma mudança

de hábitos de mobilidade das pessoas e, acima alertar de que é necessário os automobilistas respeitarem o espaço público”​, afirmou Felix Petersen, Director-geral da CIRC em Portugal.

CIRC lança Academia para ensinar a população a circular de trotinete em segurança

Paralelamente à distribuição de balões em Lisboa, a CIRC vai aproveitar a Semana da Mobilidade para lançar em Portugal a “CIRC- Safety Academy”, uma iniciativa que promove sessões de formação na rua com o objectivo de contribuir para que a população portuguesa circule de trotinete em segurança e respeitando o código da estrada. Estas sessões foram ontem inauguradas em Oeiras, durante a iniciativa “Marginal Sem Carros”, e estão previstas acontecer em várias cidades do País, no próximo fim de semana.

“É importante promover a co-existência de circulação com outros modos de transporte e as nossas sessões são importantes para sensibilizar as pessoas para os cuidados que deve ter quando circula de trotinete nas ruas portuguesas. Hoje em dia, ainda é difícil para os automobilistas respeitarem os outros utilizadores de transporte como as bicicletas ou as trotinetes e, por isso, é importante empresas como a CIRC promoverem estas sessões”.

As “Safety Academies” vão ter lugar em diversos pontos do País. No Algarve será organizado em Faro, Portimão e Olhão. Haverá também uma sessão em Lisboa, em Coimbra e Vila Nova de Gaia.

Para experimentar as Circ, basta fazer o download da aplicação disponível na ​App Store​ e no ​Google Play.​

A Circ foi criada por uma equipa com uma visão partilhada de viagens mais ecológicas, seguras e melhor conectadas. Fundada no final de 2018 como Flash, as trotinetes elétricas da empresa estão agora disponíveis em sete países e são desfrutadas por centenas de pessoas a cada minuto. A Circ defende a micromobilidade responsável na Europa, trabalhando com autoridades municipais, comunidades locais e outros utentes da via pública para transformar o transporte urbano.

Em Portugal, a Circ é a operadora a partilhar trotinetes elétricas num maior número de cidades, doze: Faro, Lisboa, Coimbra, Maia, Almada, Cascais, Gondomar, Matosinhos, Figueira da Foz, Vila Nova de Gaia, Portimão e Braga.

 

O texto acima é da responsabilidade da empresa em questão.

Fonte: Press release