A Câmara Municipal de Matosinhos encontra-se já a selecionar as ideias de negócio submetidas no âmbito do BluAct, projeto que envolve sete cidades europeias e que pretende estimular a economia azul de forma sustentável. Entre os projetos submetidos, destaque-se a candidatura voltada para o campo da investigação e que aposta na exploração do potencial da utilização de bactérias ricas em carotenoides. Outra das ideias apresentadas centra-se, por sua vez, no desenvolvimento de uma nova solução de biopolímeros produzidos com desperdício de águas e resíduos orgânicos com aplicação em embalagens biodegradáveis.

Já no âmbito da economia circular, refira-se, por exemplo, o projeto que prevê a reutilização/transformação de contentores marítimos através de mecanismos que permitem a reciclagem/transformação de materiais recolhidos na costa portuguesa. A área da gastronomia não ficou de fora do concurso, uma vez que dois dos projetos se inserem neste âmbito. Um deles pretende replicar um garfo para utilização nas conservas, que poderá passar a substituir os tradicionais talheres de plástico utilizados nas provas e degustações. Outras das ideias passa pela recuperação de uma antiga receita, com fortes ligações a Bouças, hoje Matosinhos.

A criação de um parque artificial aquático para a prática de Wakeboard, que potenciará a economia verde – já que este tipo de estruturas utiliza tecnologia elétrica para a propulsão do utilizador na água – é outro dos negócios em competição. A organização recebeu, ainda, propostas que visam a promoção da talossaterapia (tratamento terapêutico realizado em ambiente marinho), que têm como objetivo central colocar a cidade de Matosinhos na rota do turismo de saúde e bem-estar.

Projetos vencedores garantem incubação no UPTEC Mar

Após a fase de seleção, que decorreu até 23 de fevereiro, os representantes das ideias de negócio escolhidas terão a oportunidade de participar num programa de ideação, que tem como objetivo central apoiar os empreendedores e as empresas em competição a construir um modelo de negócio sólido e ajustado às suas reais necessidades. A 2 de março, cada um dos projetos terá a oportunidade de apresentar o seu “pitch” perante o júri, momento após o qual serão escolhidos apenas três. Refira-se que o concurso contempla a realização de um programa de aceleração para os três vencedores, ao qual se segue a incubação, durante um ano, no UPTEC Mar. A iniciativa prevê, ainda, um prémio extra patrocinado pelo Super Bock Group para a ideia de negócio que tenha como enfoque a redução de plástico.

Recorde-se que Matosinhos é a cidade que representa Portugal nesta iniciativa, que envolve, ainda, Piraeus (Grécia), Burgas (Bulgária), Mataro (Espanha), Ostend (Bélgica), Galati (Roménia) e Salerno (Itália). Mais informações em www.cm-matosinhos.pt/p/BluAct.

ESTA ENTIDADE FAZ PARTE DO SMART CITIES NETWORK.

VER PERFIL

O texto acima é da responsabilidade da entidade em questão.