“80º Aniversário de Batman”, “Stan Lee - O Mito e as Criações”, “30 anos, 30 cartazes - uma retrospetiva pelos cartazes do Festival” e a colaboração artística de Joana Vasconcelos são uns dos principais destaques desta edição.

O Festival Internacional de Banda Desenhada está de regresso, entre os dias 24 de outubro a 3 de novembro, para celebrar a sua 30ª edição. Fundado no município da Amadora, o festival conta com exposições, sessões de autógrafos, visitas guiadas e convidados especiais, oficinas, debates e workshops para todos os gostos.

O Fórum Luís de Camões acolhe diversas exposições com destaque para o “80º Aniversário de Batman”, que evoca as histórias e momentos mais icónicos e a apresentação dos autores que mais contribuíram para a evolução da personagem e “Stan Lee - O Mito e as Criações”, que revela o processo criativo e o impacto mediático de um dos pais do universo Marvel.

“30 anos, 30 cartazes ”, celebra os últimos 30 anos do festival, onde apresenta o percurso pela comunicação visual do festival e os cartazes que, ano após ano, promoveram o evento, fazendo uma viagem não apenas pela sua história, como da própria banda desenhada nacional, recordando todos aqueles fizeram parte do festival e homenageando a nona arte.

Já em “XIII – A grande Aventura” pode ver-se a série de BD emblemática que foi adaptada para um videojogo em 2003, dando origem a series e filmes, cuja inspiração vem da personagem Jason Bourne criada pelo romancista Robert Ludlum. Com a mostra “O Traço é o Caminho” de Jorge Coelho, que conquistou um lugar profissional nos palcos internacionais graças à presença regular em projetos de editoras norte-americanas como a Marvel, encontra-se representado o desenvolvimento do artista. “Geraldes Lino visto pelos amigos”, uma homenagem ao autor, é composta por bandas desenhadas, onde a sua pessoa aparece discreta ou ostensivamente caricaturada, tal como “Vasco Granja e a BD”, que retrata a vida e a obra, destacando a sua importância na divulgação da Banda Desenhada e do cinema de animação em Portugal. Por sua vez, “BD Universal de Alfonso Font” é a exposição feita em parceria com o Clube Português de Banda Desenhada, promovendo uma retrospetiva da obra deste autor incontornável da BD espanhola, cuja presença está confirmada no Amadora BD.

Para finalizar, nas sessões de autógrafos, os visitantes poderão encontrar Marjolaine Leray, Rubén Pellejero, Susa Monteiro, Miguel Mendonça, Keko, Peter Snejbjerg, Tommi Musturi, e muitos outros. Poderão, ainda, participar em oficinas, dedicadas a crianças e adultos, onde se aprenderá a fazer heróis animados, novelas gráficas, artes plásticas e álbuns ilustrados.

Ao longo dos últimos anos, o festival tornou-se uma referência enquanto evento que destaca a Banda Desenhada através de muitos convidados, lançamentos e prémios, com o intuito de engrandecer o que de melhor se faz, em Portugal e no mundo, pela nona arte.

O Amadora BD tem início agendado para dia 24 de outubro, às 21h30 com entrada gratuita.
Nos restantes dias o preço do bilhete é de 3€ para o público em geral.

Criado em 11 de Setembro de 1979, o Município da Amadora estende-se por uma área de 23,79Km2, onde vivem 175 872 habitantes, segundo os dados definitivos dos Censos de 2001.

O Município da Amadora foi o primeiro a ser criado após o 25 de Abril de 1974, deixando de ser nessa data uma freguesia do Concelho de Oeiras, ao qual pertencia desde 1916.

O Município da Amadora inscreve-se na área geográfica da AMLN (Área Metropolitana de Lisboa Norte), fazendo fronteira terrestre com os Municípios de Lisboa, Odivelas, Sintra e Oeiras.

Atualmente a gestão da Câmara Municipal encontra-se a cargo da Presidente Carla Tavares, desde 2013, tendo como principais preocupações as questões relacionadas com as áreas sociais e com a educação, bem como a requalificação do espaço público do Concelho da Amadora.