A ACCIONA relança o seu serviço de motociclos partilhados em Madrid, Barcelona, Valência, Sevilha, Saragoça, Milão, assim como na cidade de Lisboa.

A empresa está a relançar o seu serviço de mobilidade partilhada e a disponibilizar neste momento mais de 7.000 motociclos, após estabelecer um protocolo de higiene detalhado, projetado de acordo com todos os requisitos e indicações das autoridades sanitárias nacionais e locais.

Todas as unidades estão agora equipadas com toalhetes para a limpeza para as zonas de contato, como o guiador, bem como toucas descartáveis ​para os capacetes e um gel hidroalcoólico, que deverá ser aplicado nas mãos antes e após cada utilização. Além disso, a aplicação ACCIONA apresenta informações e recomendações para autoproteção, higiene e uso adequado dos veículos partilhados.

Todas as medidas de segurança e higiene pública adotadas pela Acciona podem ser consultadas em https://mobilidade.acciona.com/pt_PT/higienizacao/.

Para garantir a desinfeção de todos os motociclos e a substituição de equipamentos de proteção individual, o horário do serviço foi modificado, sendo agora das 6h às 2 da manhã (antes da pandemia da Covid19 o horário era 24/7). Também os tarifários ACCIONA em Lisboa foram alterados. Para todos os que utilizem o serviço de Modo S, o valor por minuto é de 21 cêntimos (uma diminuição de 5 cêntimos), enquanto o serviço de Modo C sofre uma redução de 2 cêntimos, passando a ser cobrados 26 cêntimos por minuto.

Com o objetivo de melhorar a experiência do utilizador, a ACCIONA realizou um estudo junto de mais de 1.500 entrevistados para analisar as necessidades de mobilidade dos utilizadores pós-Covid19, bem como suas preocupações com o uso de veículos de mobilidade partilhada e as suas sugestões para melhoria do serviço.

O serviço de partilha de motos da ACCIONA oferecerá agora uma alternativa de mobilidade segura e sustentável, além de ser uma forma dos cidadãos evitarem os transportes públicos, ajudando ainda a reduzir aglomerações de veículos nos espaços urbanos, causadas pelo uso de automóveis particulares.

O serviço de mobilidade partilhada da ACCIONA faz parte do compromisso da empresa em promover um modelo de desenvolvimento sustentável, que apresenta alternativas de mobilidade urbana que contribuem para o combate às mudanças climáticas.

As mais de 7.000 motas disponibilizadas pela ACCIONA em Sevilha, Madrid, Barcelona, ​​Valência, Saragoça, Milão, assim como na cidade de Lisboa, evitaram um total de 1.000 toneladas de emissões de CO2, o equivalente a afastar mais de 93.000 veículos da circulação, em apenas um dia.

Os motociclos do grupo apresentam um desempenho equivalente às 125cc e incluem vários "modos de condução" que podem ser ativados em estradas urbanas e vias mais rápidas, atingindo até 100 km/h.

Para usar esse serviço, os clientes devem primeiro registar-se na aplicação ACCIONA. Após validação das informações de registo, a localização exata das motas que se encontram na zona do utilizador aparecerão no ecrã do smarthphone. Esses veículos poderão depois ser usados ​​por toda a cidade, mas devem ser estacionados nas áreas designadas, indicadas no mapa da plataforma.

O texto acima é da responsabilidade da entidade em questão, com as devidas adaptações.