Serão, aproximadamente, cinco milhões de euros destinados a melhorar e modernizar a recolha de resíduos em 16 municípios pertencentes à Associação de Municípios da Região do Planalto Beirão (AMRPB). Viseu, Mangualde, Tondela e Seia são apenas alguns dos concelhos que vão contar com novos equipamentos de deposição de resíduos enterrados nas suas ruas.

Aguiar da Beira, Carregal do Sal, Castro Daire, Gouveia, Mangualde, Mortágua, Nelas, Oliveira de Frades, Oliveira do Hospital, Penalva do Castelo, São Pedro do Sul, Seia, Tábua, Tondela, Viseu e Vouzela - são estes os 16 municípios, dos distritos de Viseu, Coimbra e Guarda, que irão receber novos sistemas de deposição e recolha de resíduos sólidos urbanos. O investimento, que totaliza perto de cinco milhões de euros, resulta de uma candidatura ao Programa Operacional para a Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos (POSEUR), realizada por 16 dos 19 municípios que compõem a AMRPB.

Mangualde foi o primeiro concelho a beneficiar da instalação dos novos equipamentos. Naquela cidade, serão instalados, no total, 46 contentores enterrados para a deposição de resíduos indiferenciados e 31 “ilhas ecológicas” para recolha de resíduos para reciclagem. O município do distrito de Viseu contará com um investimento de cerca de um milhão de euros, que deverá estar totalmente concretizado até ao final do ano.

O projecto de optimização do sistema intermunicipal de deposição de resíduos vai beneficiar uma população de mais de 300 mil habitantes e deverá, no final da sua implementação, materializar-se na instalação de 750 unidades de contentores enterrados, das quais 565 unidades destinar-se-ão à deposição de resíduos recicláveis e 177 à deposição de resíduos indiferenciados.

Alguns dos equipamentos a instalar, como é o caso de 10 equipamentos a instalar no município de Seia, vão contar com tecnologia de controlo de acesso para utilizadores PAYT (pay as you throw) - um sistema de taxação que permite que cada cidadão pague de acordo com a quantidade de resíduos que produz.

A empresa vencedora do concurso público para a optimização do sistema de deposição de resíduos nestes 16 municípios foi a Sotkon, líder ibérica na área dos contentores enterrados e semi-enterrados.