A câmara municipal de Matosinhos e a Lipor - Serviço Intermunicipalizado de Gestão de Resíduos do Grande Porto apresentaram, no passado dia 30 de Abril, as acções que vão implementar no concelho no âmbito do projecto “Reciclar é dar +”. A recolha de resíduos de alguns bairros vai passar a ser efectuada porta-a-porta e, para que isso aconteça, os seus moradores e comerciantes vão receber contentores apropriados durante o mês de Maio.

O arranque do projecto abrange 1850 habitações da Senhora da Hora, município do concelho de Matosinhos, mas também dos conjuntos habitacionais de Carcavelos, Estádio do Mar e da Bataria. A meta está traçada: alcançar a recolha anual de 150 toneladas de resíduos recicláveis.

Às quartas-feiras, serão recolhidos o papel e o cartão, às sextas, será a vez do vidro - recolhido a cada duas semanas – e, aos sábados, serão os resíduos indiferenciados. Plásticos e metais terão recolha agendada para as terças e sextas e resíduos orgânicos para as segundas e quintas. Os profissionais de recolha estarão nas ruas de Matosinhos das 21 horas até perto das quatro da madrugada.

Antes de dar-se início à recolha porta-a-porta, serão distribuídos pelos moradores e comerciantes os equipamentos destinados à separação dos resíduos. Esta acção vai ser acompanhada da prestação de esclarecimentos, junto dos cidadãos, relativos à periodicidade das recolhas e à correcta separação dos resíduos.

A campanha “Reciclar é dar +” tem a sua implementação prevista em cerca de 25 mil fogos sinalizados e apresenta como objectivos a potenciação da separação de resíduos para reciclagem e a redução da quantidade de lixo depositado no espaço público.

Para além de Matosinhos, a campanha deve abranger outras zonas piloto, nos municípios de Espinho, Gondomar, Porto, Póvoa do Varzim, Valongo e Vila do Conde.

O projecto foi apresentado no auditório da Cooperativa das Sete Bicas, na Senhora da Hora. Presentes estiveram a presidente da câmara municipal de Matosinhos, Luísa Salgueiro, o vereador com o pelouro do Ambiente, António Correia Pinto, e Fernando Leite, administrador da Lipor.

Parte do valor angariado com a venda dos resíduos para reciclagem reverterá, depois, para apoiar várias instituições e projectos sociais locais.

A campanha “Reciclar é dar +” é financiada pelo POSEUR - Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos e pelo Portugal 2020.

 

 

Foto: © CM Matosinhos