2016-11-09

No Web Summit, também há espaço para as cidades

Filipa Cardoso

Nesta semana, Lisboa é o palco mundial da inovação e empreendedorismo tecnológicos. O Web Summit, que arrancou esta segunda-feira, traz 53 mil pessoas à capital portuguesa. Na agenda dos eventos associados e em ligação ao projecto europeu Sharing Cities, no qual Lisboa participa, a Praça do Município recebe, esta noite, uma mostra de soluções e equipamentos para smart cities, demonstrando aos lisboetas (e não só) de que forma estas tecnologias podem melhorar a qualidade de vida. Para os lados do Parque das Nações, as cidades inteligentes marcam também presença e várias start-ups portuguesas estão no Web Summit com ideias para a gestão urbana.


Vinda de Castelo Branco, a Evox Technologies traz o 360Waste ao Web Summit, uma solução integrada que pretende maximizar a eficiência no processo de gestão de resíduos, conjugando a tecnologia dos sensores com um painel de administração que pode ser consultado on-line. A start-up foi uma das nove reconhecidas pela iniciativa Smart Open Lisboa e que teve acesso directo à mega conferência. “Boa organização. Muitas pessoas, muito interesse, no global um evento bom. Muitas start-ups com projectos interessantes e inovadores”, resume o responsável desta empresa portuguesa, Hélio Silva. O facto de ser uma solução para cidades inteligentes está a chamar as atenções para o 360Waste, avalia o empreendedor, e, fechado o primeiro dia de Web Summit, as oportunidades parecem estar já a aparecer: “No nosso caso, conseguimos entrar em contacto com potenciais clientes e parceiros”.


“Beautiful chaos” (um lindo caos) é como Bruno Nascimento, co-fundador da aplicação Parqly descreve o evento que está a encher as imediações do Parque das Nações. E explica: “Chaos, porque Lisboa não via tanta gente de tantas nacionalidades ao mesmo tempo há quase duas décadas. Beautiful, porque é, de facto, maravilhoso encontrarmo-nos rodeados de tanta gente com quem temos tanto em comum - a paixão pela tecnologia”. Depois de vencer o concurso nacional BigSmartCities, a Parqly leva ao evento de Paddy Cosgrave a sua proposta de solução para estacionamento inteligente. Nos corredores de um evento tão acelerado quanto está a ser a evolução tecnológica, para Bruno Nascimento, o difícil é mesmo escolher - “A beleza, no fundo, é precisamente a dimensão de tudo - não há ninguém aqui que não valha a pena conhecer. O que nos tira um bocado a pressão de cima. Desde PhDs em machine learning ao co-fundador do Reddit, esta conferência tem sido a experiência mais enriquecedora de sempre. Com mais dois dias pela frente a um ritmo que não parece abrandar, não conseguimos sequer imaginar como será a nossa próxima semana”, exclama.

 

O interesse nas soluções para smart cities está a ser também sentido pela mobinteg, criadora da aplicação SMIITY. Fernando Pinto, fundador e CEO desta start-up, confirma “uma grande receptividade por parte dos agentes da administração pública local e central”, tendo havido, inclusivamente, oportunidade de apresentar a solução ao ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, e à secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho. “Verificámos, igualmente, uma forte presença das empresas nacionais de IT, indicativa da capacidade e dinâmica que fazem valer o nosso país no mercado tecnológico global. Como prometeu o anterior vice primeiro-ministro em 2015 [Paulo Portas], na edição do Web Summit em Dublin onde a mobinteg esteve também presente, 'temos bom tempo'. E, este ano, só podemos estar orgulhosos por acolher o encontro em Portugal e pela forma positiva como este está a correr". Através da tecnologia iBeacon, a SMIITY lança avisos através de dispositivos (beacons) que emitem sinais captados pela aplicação e que indicam a presença de determinados pontos de interesse no momento em que o utilizador se aproxima destes, apresentando conteúdos multimédia informativos e dando azo a uma exploração espontânea e interactiva dos mais variados lugares, levando à descoberta de lugares que, de outra forma, passariam despercebidos.

 

O Web Summit é considerado um dos mais importantes eventos de inovação e empreendedorismo na área da tecnologia. Este é o primeiro ano em que Lisboa acolhe o encontro internacional, estando já assegurada como cidade anfitriã em 2017 e 2018.

 

Foto: @Web Summit

 

VOLTAR

NOTÍCIAS RELACIONADAS

2017-11-22
É importante usar os sentidos para compreender as cidades?
No final deste mês, o especialista em urbanismo norte-americano Chuck Wolfe vai estar em Portugal para partilhar uma...
2017-11-28
Solução para cidades inteligentes da NEC é “Powered by FIWARE”
A solução para cidades inteligentes da empresa japonesa NEC acaba de receber a certificação “Powered by...
2017-11-27
Lisboa: inovação digital e descarbonização em discussão
Será a inovação digital a chave para alcançar a neutralidade nas emissões de carbono? A 5ª edição da...
2017-11-24
Alugar um pinheiro no Natal e aproveitá-lo para biomassa
A Rnters, finalista da edição deste ano do Big Smart Cities, tem uma proposta smart para o Natal dos portugueses. O...
VER TODAS