2016-05-19

Governo vai apoiar living labs nas cidades portuguesas

Filipa Cardoso

O Governo português está a preparar financiamento para desenvolver living labs nas cidades portuguesas, avançou esta manhã José Mendes, secretário de Estado Adjunto e do Ambiente. Mobilidade, eficiência energética, iluminação pública, monitorização, smart metering, vigilância, utilities ou gestão de resíduos são algumas das áreas que serão incluídas neste pacote de apoio aos municípios.

 

“As cidades interessadas serão convidadas a colaborar com parceiros científicos no desenho de um conceito hipocarbónico, incluindo experiências para a apropriação de tecnologias de baixo carbono”, explicou o responsável. O financiamento vai ser feito através de uma call, cujo envelope financeiro total poderá ir até aos 20 milhões de euros. Apesar de não haver ainda data oficial para a abertura da call, o secretário de Estado revelou à Smart Cities que tal deverá acontecer até ao final do ano. O governante falava no âmbito da conferencia internacional ZOOM Smart Cities, que decorre desde ontem na Universidade Nova de Lisboa.

O financiamento dos living labs está englobado numa estratégia global do Executivo para a descarbonização das cidades portuguesas. “As cidades vão desempenhar um papel importante no grande desafio da descarbonização durante a próxima década”, afirmou José Mendes, “no mundo contemporâneo, descarbonizar a economia como um todo implica descarbonizar as cidades, e isso implica descarbonizar os seus sistemas e as relações complexas entre eles”.

 

Entre os principais exemplos, José Mendes apontou o sector da mobilidade. “Para cada viagem, há uma modalidade mais apropriada, no que respeita à relação entre a conveniência, emissões e custos”, disse, descrevendo desta forma a abordagem do Governo. “O papel dos diferentes modos pode ser bem aproveitado se o sistema estiver bem organizado para a intermodalidade”, acrescentou.

 

Os livings labs pretendem ser espaços de demonstração, orientados para a descarbonização. “Inovar, desenvolver, experimentar e demonstrar” são os objectivos para estes laboratórios vivos.

 

A conferência internacional ZOOM Smart Cities reúne em Lisboa especialistas internacionais e nacionais em diversas áreas para debater os desafios actuais das cidades. O evento pretende afirmar-se como “o evento em Portugal para as Cidades Inteligentes”.

VOLTAR

NOTÍCIAS RELACIONADAS

2017-04-05
“Investir na economia circular pode gerar receitas extra”
A circularidade está na ordem do dia, mas Portugal ainda está numa fase inicial e os primeiros sinais de mudança só...
2017-02-01
Climate-KIC chega a Portugal e quer ideias para a descarbonização da vida urbana
Alcançar uma redução de 80% nas emissões de gases com efeito de estufa é a meta traçada pela União Europeia para...
2016-06-09
Cidades no centro da estratégia ambiental
Descarbonizar a sociedade, desenvolver a economia circular e valorizar o território. Estes objectivos compõem a...
2016-05-24
“A EMEL tem a mobilidade na cidade como missão”
Enquanto parceira do consórcio para o projecto Sharing Cities de Lisboa, a EMEL - Empresa Municipal de Mobilidade e...
VER TODAS