2017-07-07

G19, estão prontos para salvar o planeta?

“Unidos para salvar o planeta”. É assim que 52 cidades do mundo, representando mais de 275 milhões de cidadãos, se estão a dirigir aos líderes do G20, que se encontram, esta semana, reunidos em Hamburgo, na Alemanha. O tema das alterações climáticas está a debate esta tarde, sexta-feira, sendo que a chanceler alemã, Angela Merkel, já manifestou a vontade de que os países, com a excepção dos Estados Unidos, se juntem num novo compromisso, reforçando a acção climática a nível global.

 

Apelar à acção urgente no combate às alterações climáticas, através da transição para uma economia de baixo carbono, é o objectivo desta campanha das cidades, todos membros da rede C40, e que conta com uma petição on-line, já com mais de 40 mil assinaturas.

 

Numa declaração conjunta, os autarcas, entre os quais Anne Hidalgo (Paris), Ahmed Aboutaleb (Roterdão), Ada Calau (Barcelona) e Marcelo Crivella (Rio de Janeiro), alertam que são necessárias reformas em sectores determinantes, como a energia, os transportes, alimentação e resíduos, chamando a atenção para os benefícios económicos e de saúde pública que os investimentos numa economia de baixo carbono poderão trazer.

 

“Nas nossas cidades, já estamos a implementar as políticas e projectos necessários para concretizar a ambição do Acordo de Paris. Enquanto autarcas, estamos empenhados em planos ambiciosos para a redução de emissões, abordar a questão da poluição do ar e investir em infra-estruturas sustentáveis que tornem as nossas cidades resilientes aos efeitos das alterações climáticas. Estamos a tomar estas medidas porque a criação de cidades inteligentes oferece oportunidades sem precedentes”, declaram em comunicado.

 

O apelo é particularmente significativo depois da decisão dos Estados Unidos da América de abandonar os compromissos assinados no Acordo de Paris. Em resposta, mais de 300 mayors de cidades e outras entidades norte-americanas anunciaram publicamente a sua intenção continuar os seus esforços para acompanhar as ambições acordadas na cidade francesa em 2015. A iniciativa ganha forma numa carta aberta dirigida à comunidade internacional, com o titulo “We are still in” e foi uma das inspirações para o apelo lançado agora aos líderes mundiais do G20 (ou G19, excluindo, à partida, os EUA).

 

Os autarcas envolvidos vêem este como “um momento único na História”, no qual têm o “privilégio” de liderar e concretizar o potencial do Acordo de Paris. “As cidades do mundo e os seus cidadãos têm uma visão partilhada para um futuro justo e sustentável – um que tornará as nossas comunidades mais limpas, saudáveis, felizes e mais prósperas. Com os líderes empresariais, já nos decidimos por um futuro de oportunidade, optimismo e inovação e seguro do ponto de vista climático – não há alternativa”, afirmam.

VOLTAR

NOTÍCIAS RELACIONADAS

2017-10-04
Alfa-AMA: Combater as alterações climáticas num bairro esmagado pelo turismo
No bairro de Alfama, é hoje difícil escapar à febre do turismo, mas duas investigadoras portuguesas estão...
2017-01-06
Exploração inteligente para mitigar efeitos do clima
Observação da Terra, Internet das Coisas, Big Data e Data Analytics – imagine todas estas tecnologias juntas numa...
2016-12-07
Eficiência energética e energias renováveis: que ambição para 2030?
O apelo tem vindo a ser repetido sucessivamente por organizações ambientalistas e coligações internacionais de...
2016-12-06
26 Municípios já têm estratégia de adaptação às alterações climáticas
Depois de dois anos de trabalho, a equipa do projecto ClimAdaPT.Local reúne-se, na próxima sexta-feira (9 de...
VER TODAS