2017-07-12

Lisboa e NEC juntas na gestão em tempo real da cidade

O município de Lisboa e a NEC Portugal assinaram, esta semana, um contrato para a gestão integrada dos serviços da cidade. O projecto de infra-estrutura de cidade inteligente de Lisboa visa coordenar, em tempo real, os vários serviços municipais, recolhendo e analisando informação de forma automatizada. A plataforma será apresentada nesta sexta-feira.

Os sistemas de integração inteligente, através da solução Cloud City Operations Center (CCOP) da empresa de tecnologias de informação e comunicação (TIC), vão permitir integrar dez sistemas internos geridos pela autarquia e 30 externos geridos pelos vários parceiros do município, devendo entrar em funcionamento no final de 2017 e prometem auxiliar os serviços municipais em situações tão distintas como veículos mal estacionados ou a detecção de objectos suspeitos. Estes sistemas serão parte vital do Centro de Operações Integrado (COI) dos Serviços Municipais, que a câmara municipal de Lisboa vai implementar na cidade, tendo em vista a gestão integrada dos vários serviços e a supervisão do município.

De modo a desenvolver os sistemas a implementar, permitindo a recolha e análise de informação por toda a cidade em tempo real, a NEC Portugal vai empregar tecnologia de Inteligência Artificial (IA) e de Internet of Things (IoT).

Aquando do anúncio da intenção para desenvolver o COI, em finais de 2015, Jorge Máximo, vereador para os Sistemas de Informação e Relação com o Munícipe de Lisboa, explicou à Smart Cities que o objectivo é que este fosse o “cérebro” da cidade de Lisboa, esperando-se que integre dados fornecidos pelos cidadãos (ocorrências reportadas, localização de situações de emergência e socorro, dados relativos aos fluxos de mobilidade e tráfego), dados gerados pelas empresas - por exemplo, de transportes, de electricidade, gás ou água - ou provenientes dos sensores instalados pela cidade para que seja possível uma “gestão mais articulada entre todos”. A plataforma seria também um peça importante para o projecto europeu Sharing Cities.


Já no âmbito da parceria recente com a NEC, o governante explica que o intuito é o de “acelerar a transformação digital da cidade”, será efectuada a “integração conjunta de dados ambientais, dados de várias entidades externas, dados de inúmeras aplicações departamentais municipais e dados colectados, usando dispositivos IoT”.

 

O vereador da câmara municipal de Lisboa destaca ainda o objectivo, inscrito no projecto, de “melhorar a qualidade de vida e reforçar a segurança”, salientando que a implementação do centro de operações resulta de um “esforço para melhorar o ambiente urbano à medida que a população e o número de turistas aumentam”.

 

Por sua vez, também a NEC se mostrou satisfeita com a oportunidade de tornar Lisboa uma cidade mais inteligente. "Tirando partido do CCOC, a NEC planeia apoiar a cidade de Lisboa através do fornecimento das mais recentes tecnologias de informação e comunicação, incluindo tecnologias de IA e IoT", afirmou Masahiro Ikeno, presidente e CEO da NEC Europe Ltd.

 

VOLTAR

NOTÍCIAS RELACIONADAS

2017-10-17
Habitação, habitação, habitação
Nas recentes eleições autárquicas, a habitação tornou-se num tema dominante na agenda política e – nas maiores...
2017-10-13
“A região de Coimbra é e sempre será inovadora”
Melhorar a comunicação da cidade enquanto “ecossistema de inovação vibrante” e alavancar o crescimento para que...
2017-10-04
Alfa-AMA: Combater as alterações climáticas num bairro esmagado pelo turismo
No bairro de Alfama, é hoje difícil escapar à febre do turismo, mas duas investigadoras portuguesas estão...
2017-10-03
Uma batalha de start-ups que só acaba no Web Summit
Uma "batalha" dirigida a start-ups e empreendedores com projectos para as áreas da mobilidade sustentável e serviços...
VER TODAS