2016-09-30

Cisco marca presença na agenda tecnológica nacional

A Cisco quer acompanhar a inovação nacional e, por isso, confirmou já a sua presença em dois dos grandes eventos tecnológicos da agenda portuguesa para os próximos tempos: o Web Summit ( 7 a 10 de Novembro) e o Pixels Camp (6 e 8 de Outubro).

 

Considerado o maior evento de tecnologia da europa e a sua dimensão, espera-se que o Web Summit acolha cerca de 50 mil participantes e mais de 15 mil empresas. Para a Cisco, o encontro, que acontece este ano, pela primeira vez, em Lisboa, é “uma oportunidade de fazer crescer o seu ecossistema de soluções e parceiros de transformação digital através da descoberta de start-ups de próxima geração”.  A tecnológica marca presença com alguns dos seus gestores de topo – John Chambers, director executivo, e Rowan Trollope, vice-presidente sénior e director geral para Internet of Things (IoT) e aplicações. O evento será ainda palco para o anúncio dos vencedores da terceira edição do Cisco Innovation Grand Challenge – uma competição global que reconhece tecnologias, produtos ou modelos de negócio que melhor alavancam a IoT em diferentes categorias. No Challenge deste ano, foi pedido aos participantes para apresentar novas ideias de como tirar partido da IoT para melhorar a educação, saúde, transportes, produção, smart cities, retalho, cibersegurança e infra-estrutura. Os seis semifinalistas vão fazer o pitch perante um júri no Web Summit e o anúncio dos três vencedores será feito também durante o evento.

 

Ainda antes do Web Summit, o LX Factory recebe o Pixels Camp, organizado pela incubadora Bright Pixel, e no qual a Cisco marcará presença através de um stand, procurando parcerias disruptivas que possam tirar partido do poder da rede inteligente. Lá será apresentado o DevNet, um portal que apresenta mais de 100 APIs em áreas como colaboração, segurança e mobilidade. O evento contará com workshops, conferências e um hackaton com 48 horas de duração.

 

No que toca à inovação, a Cisco está ainda disposta a apostar na formação, com Cisco Networking Academy. Este programa viu já alguns dos alunos lusos reconhecidos internacionalmente – caso de Filipe Simões, aluno da ATEC – Academia de Formação, que ficou entre os cinco melhores na competição Cisco Networking Academy NetRiders na categoria CCENT (routing e switching) a nível da Europa, Federação Russa e Estados Independentes da Commonwealth. O aluno da ATEC frequenta o Curso CET de Gestão de Redes e Sistemas Informáticos em Palmela, ao abrigo do programa de formação em Tecnologias de Informação e Comunicação Cisco Networking Academy.

 

“Com a chegada da transformação digital e menos de 1% das coisas do mundo físico interligadas à Internet, existe uma oportunidade incrível de interligar o que está desconectado e transformar os negócios e a indústria”, afirma Sofia Tenreiro, directora geral da Cisco Portugal. “A aposta no programa Cisco Networking Academy e as parcerias com estes importantes eventos tecnológicos permite à Cisco criar sinergias e aproximar-se das necessidades de serviços e softwares das empresas, permitindo desenvolver ainda mais a capacidade de escalar e ajudar a criar valor para os nossos clientes”, refere.     

 

VOLTAR

NOTÍCIAS RELACIONADAS

2017-10-17
Habitação, habitação, habitação
Nas recentes eleições autárquicas, a habitação tornou-se num tema dominante na agenda política e – nas maiores...
2017-10-13
“A região de Coimbra é e sempre será inovadora”
Melhorar a comunicação da cidade enquanto “ecossistema de inovação vibrante” e alavancar o crescimento para que...
2017-10-12
Onde andam e o que fazem os turistas? Novo portal responde
Perceber “o que fazem e por onde andam” os turistas que visitam Portugal acabou de tornar-se mais fácil. O novo...
2017-10-04
Alfa-AMA: Combater as alterações climáticas num bairro esmagado pelo turismo
No bairro de Alfama, é hoje difícil escapar à febre do turismo, mas duas investigadoras portuguesas estão...
VER TODAS