2016-09-01

Tecnologia Beacon em testes nas Caldas da Rainha

Caldas da Rainha viu nascer o primeiro Beacon Living Lab em Portugal, num projecto desenvolvido pela empresa nacional Streamline e apoiado pela autarquia local. A tecnologia Beacon foi disponibilizada durante a Feira dos Frutos, que decorreu de 19 a 28 de Agosto, encontrando-se igualmente disponível na Rota Bordaliana, que homenageia Rafael Bordalo Pinheiro num percurso que conta com 20 figuras bordalianas produzidas em escala gigante.

 

Desenvolvidos com a última geração de tecnologia de IoT (Internet of Things), estes beacons permitem, a todos aqueles que se aproximem de um determinado local (que disponha de um beacon), a recepção de informação contextual em relação àquilo que está a ser observado ou em relação à localização actual.

 

Na edição deste ano da Feira dos Frutos, a iniciativa permitiu aos visitantes terem informação, actualizada em tempo real, dos múltiplos eventos, de acordo com a sua localização nos diferentes espaços temáticos da feira. Esta informação inteligente é enviada segundo o conceito “Próximo de mim” e é recebida através de tecnologia Bluetooth, sendo enviada a todos aqueles que tenham instalada a aplicação móvel “Feira dos Frutos”, disponível para iOS e Android.

 

A plataforma BEEP (Beacon-Empowered Events Platform), da portuguesa Streamline, que efectuou a gestão da rede de 25 beacons espalhados pelo recinto da feira, funciona na cloud e integra a aplicação móvel, assim como um sistema de gestão de conteúdos (CMS) que faz a gestão analítica dos dados recolhidos e de diversos indicadores. Exemplo destes indicadores são a afluência de visitantes por local e a criação de heatmaps.

 

Esta solução inovadora em eventos desta natureza não necessita, na perspectiva do utilizador, de nenhum hardware especial. Os beacons são dispositivos muito simples, de baixo custo, reduzida dimensão, baixo consumo de energia e utilizam a tecnologia BLE (Bluetooth Low Energy) para a transmissão de dados, contando, ainda, com sensores de temperatura, luz ambiente, acelerómetro e telemetria adicional.

 

A precisão de rastreamento superior, quando comparada a sinais Wi-Fi e GPS, possibilita o desenvolvimento de experiências com micro localização sensível ao contexto e à proximidade, com oportunidades de aplicação no sector do turismo e em eventos como a Feira dos Frutos.

 

Este projecto apresenta a capacidade de gerar dados abertos de grande escala, através de tecnologia Eddystone (Google) e iBeacon (Apple) para aceleração de soluções inovadoras de IoT para cidades inteligentes com impacto na economia local.

VOLTAR

NOTÍCIAS RELACIONADAS

2017-09-19
IBM e TUB levam a IoT a bordo dos autocarros de Braga
Os Transportes Urbanos de Braga (TUB) e IBM Portugal estão a unir esforços para melhorar e personalizar os serviços...
2017-09-08
Beacons chegam a Ferreira do Alentejo
Chegou a vez de Ferreira do Alentejo. Depois de, recentemente, ter chegado à ilha da Madeira e a Óbidos, a plataforma...
2017-08-01
Smart+Connected, gestão integrada das cidades
A fragmentação do ecossistema aplicacional é um dos maiores obstáculos à concretização de uma cidade...
2017-08-24
“Os veículos autónomos vão ter um impacto enorme na vida urbana”
Professor no Massachusetts Institute of Technology (MIT), Carlo Ratti tem a seu cargo a direcção do projecto de...
VER TODAS