2018-01-08

“A bilhética deve ser pensada de forma aberta e interoperável”

Com vista a uma mobilidade urbana mais sustentável, um sistema de bilhética prático, eficaz e funcional é imprescindível. Em Portugal, a Card4B tem-se destacado nesta área, merecendo já reconhecimento internacional. Recentemente, a empresa lançou no mercado o 4TICKETING Mobility Suite, um sistema que a coloca no caminho da “segunda revolução da bilhética”.

 

Há 10 anos que a portuguesa Card4B desenvolve soluções para transportes, mobilidade, turismo e cultura, algumas das quais já lhe valeram distinções internacionais, nomeadamente na área da bilhética contactless e interoperável. Agora, a empresa prepara-se para dar um novo passo na inovação, rumo a uma “nova bilhética que está a surgir” enquadrada num novo paradigma de mobilidade.

“Estamos a trabalhar numa segunda revolução no capítulo da bilhética”, revela João Almeida, administrador da Card4B. O segredo está na “convergência da segurança e interoperabilidade com outros aspectos, como a utilização em dispositivos móveis – não apenas para a bilhética, mas também para facilitar a informação sobre o serviço –, de tecnologias NFC e BLE (Bluetooth), de modos de funcionamento mistos entre ‘stored value’ e ‘account based’ e, sobretudo, oferecendo integração de serviços segundo modelos API-based, que permitam interoperabilidade não apenas ao nível do dispositivo que vai na mão do cliente, mas também [ao nível] dos sistemas e aplicações que gerem cada um dos serviços”, explica o responsável. Desta forma, garante, as cidades poderão oferecer soluções de MaaS (Mobility as a Service) aos cidadãos e turistas, “com mudanças no plano técnico e, sobretudo, de modelos de negócio”.

Em 2016, a Card4B apresentou já uma solução que vai neste sentido: o sistema 4TICKETING Mobility Suite. Trata-se de uma solução de bilhética multicanal, capaz de funcionar em tablet, web ou mobile, e que inclui as funcionalidades operacionais, de gestão e financeiras comuns, mas que é completamente integrada e articulada com outros módulos, tais como 4PLANNING (gestão e planeamento, transporte flexível e a pedido), 4TRACKING (rastreamento da frota em tempo real), MYINFO (informação e planeamento de viagens para o utilizador) e MYAPPS (suporte ao cliente, inquéritos, gamificação). O sistema é já utilizado em vários operadores de transportes e município portugueses. Por exemplo, em Aveiro, a Card4B colabora com a Transdev e com a autarquia local e, mais recentemente, em Cascais, com a implementação da plataforma de gestão integrada Mobi.Cascais, que junta bicicletas, carros, estacionamento, autocarros e comboios e cujo sistema de bilhética do serviço é assegurado pela Card4B.

Lá fora, há também projectos a acontecer: a empresa portuguesa integra o consórcio europeu que iniciou, em 2015, o desenvolvimento do projecto que resultou na MASAI Mobility Community (comunidade open source) focado na “seamless travel experience” e que conta, entre outros, com a parceria da Deutsche Bahn, empresa de transportes alemã, com presença em 130 países. “A bilhética é uma das componentes de acesso aos serviços de mobilidade e é, em si mesma, um facilitador do acesso, ou uma barreira, se não for pensada de forma aberta e interoperável”, admite João Almeida. “Estamos a trabalhar numa evolução da bilhética, mas sempre tendo em conta a capacidade de convivência e migração suave da actual para os novos paradigmas”.

Recorde-se que, em 2013, a Card4B recebeu o prémio SESAMES, uma espécie de “Óscar” da indústria de smartcards, na categoria “Transportes”, e, em 2014, foi distinguida com o prémio Calypso, na categoria “Best Innovation”, e apontada pela Comissão Europeia como uma das 26 PME com melhor potencial de inovação. 

 

VOLTAR

NOTÍCIAS RELACIONADAS

2018-01-16
Se cá nevasse, andávamos mais de bicicleta
Se cá nevasse, andávamos todos muito mais de bicicleta e usaríamos os parques, as esplanadas e as crianças...
2017-12-20
Opinião: Temos todos o mesmo sonho?
Eu sonho viver na cidade perfeita. Desde pequeno que sempre vivi em Lisboa e hoje sonho com uma cidade utópica, uma...
2017-12-19
Barómetro da Mobilidade Nacional e Manifesto Circula de olho nas tendências
Foi apresentado o Barómetro da Mobilidade em Portugal. A observação das novas tendências no campo da mobilidade é...
2017-09-26
Promover uma Mobilidade Sustentável
De uma forma sintetizada, a Mobilidade Sustentável é a capacidade das pessoas se moverem de um ponto para o outro da...
VER TODAS