2016-05-05

Abrantes: uma cidade mais inteligente, mais feliz

Ana Fragoso

Numa estratégia centrada na eficiência da gestão dos recursos existentes e nos cidadãos, o município de Abrantes, em parceria com a COMPTA, IBM, e a Softinsa, lançou em Novembro de 2015, um ambicioso projecto de construção da “Cidade Inteligente, Cidade Feliz”.

 

Em Abrantes, a tecnologia é usada para aplicar soluções inovadoras que visam a criação de uma economia de partilha e de escala, políticas de gestão sustentadas e a criação de uma relação mais próxima e participada com os munícipes.

Na presença da ministra da Presidência e da Modernização Administrativa, Maria Manuel Leitão Marques, o projecto foi apresentado no dia 6 de Abril, com a divulgação de resultados já alcançados que revelam ganhos de eficiência e poupanças através de uma melhor monitorização na prestação de serviços públicos, como sejam de água, piscinas municipais, iluminação pública, consumos de água em espaços verdes ou videovigilância.


A Plataforma, alinhada com o plano estratégico Abrantes@2020, integra diversas áreas de acção: Gestão Energética e de Consumos de Água (ezEnergy, ezEnergy Wallboards, ezGás e ezWater, ezEnergy Iluminação Pública); Gestão de Resíduos (ezWaste); Interacção com o Cidadão (Sou Cidadão); Comércio Justo (Prodfarmer); Gestão de Rega (WeTrig); Vídeo Vigilância; Transportes e Mobilidade (ezFleet); e Monitorização Centralizada (Integração IOC).


De todos estes projectos, com óbvios ganhos na eficiência da gestão municipal, destacam-se dois: o Prodfarmer, pela valorização e dinamização da economia local; e o Sou Cidadão, a plataforma de interacção entre o município e os cidadãos, estimulando os últimos a participar de forma activa na vida do concelho.


O projecto Prodfarmer permite agora a certificação, promoção e, venda e distribuição, através de um canal gratuito, dos produtos regionais com qualidade. Num curto espaço de tempo, já estão registados 160 produtos regionais no âmbito desta iniciativa pioneira que envolve, e como parceria, a Associação de Agricultores dos Concelhos de Abrantes, Constância, Sardoal e Mação, a TAGUS – Associação para o Desenvolvimento Integral do Ribatejo Interior – e o Centro de Transferência de Tecnologia Alimentar do TAGUSVALLEY – Parque Tecnológico do Vale do Tejo. Os ganhos são evidentes: os produtores têm acesso facilitado aos serviços de certificação dos seus produtos e, ao mesmo tempo, um canal de venda e procura de novos mercados, gratuito, com escala e qualidade, sem despesas operacionais que lhes garante maior visibilidade e valorização.


O Sou Cidadão cria um canal de comunicação directo entre o cidadão e o município que permite agilizar processos, estando integrado com o sistema de gestão de ocorrências do Município, garantindo assim, uma maior proximidade e estimula o envolvimento nas iniciativas, nos eventos e até nas decisões da autarquia. A título de exemplo, em apenas um mês, 739 munícipes aderiram e utilizaram esta plataforma, partilhando 26 eventos, que, de outra form,a não estavam à distância de um clique.


Este é um exemplo prático de como a tecnologia pode ser usada ao serviço dos cidadãos e da “coisa pública”, garantindo a monotorização e controlo de todos os mecanismos de gestão, de forma integrada, colocando o cidadão na primeira linha de cada decisão, chamando o munícipe a participar na definição de estratégias para a criação de uma cidade mais inteligente, mais eficiente e, sobretudo, mais feliz.

 

Foto: ©CM Abrantes

VOLTAR

NOTÍCIAS RELACIONADAS