2016-08-26

360Waste: solução albicastrense quer conquistar o país

360Waste é como se chama a mais recente aposta da empresa de Castelo Branco EVOX Technologies. A solução, que visa a gestão inteligente de resíduos, através da instalação de sensores que recolhem a informação volumétrica relativa dos contentores, quer distinguir-se no mercado pelo preço competitivo e proximidade com o cliente e cidadão. Os pilotos devem arrancar muito em breve.

 

A aposta no 360Waste centra-se numa solução integrada que maximiza a eficiência no processo de gestão de resíduos, conjugando a tecnologia dos sensores com um painel de administração, que pode ser consultado on-line, de forma “simples” e “intuitiva”. Este permite consultar dados recolhidos pelos sensores em tempo real, assim como previsões de volumetria. Os sensores são autónomos, partilhando os dados recolhidos através de um “sistema de telecomunicações integrado”, podendo ser adaptados a “vários tipos de contentores”, sendo que contam, ainda, com sistemas que dão o alerta “em caso de incêndio ou queda” acidental. A autonomia dos sensores é “superior a três anos”, não sendo necessário, durante esse período, qualquer tipo de manutenção. Com estas funcionalidades, o sistema permite uma melhoria no planeamento da gestão de resíduos, que resultam em menores custos de operação.

 

Mas o que distingue esta solução das semelhantes no mercado? Para Hélio Silva, fundador da EVOX Technologies, o facto de esta apresentar “o preço mais baixo do mercado” marca a diferença, mas não só. O gestor aponta também a “proximidade com o cliente” e o trabalho desenvolvido em parceria com universidades portuguesas. Existe, ainda, a possibilidade de personalização do sistema com as entidades que utilizem o serviço.

 

O esforço intensivo aplicado ao desenvolvimento desta solução começou apenas em Março, mas já está a dar frutos, garante a EVOX Technologies. Segundo a empresa de Castelo Branco, a solução deverá entrar em testes em Setembro, nos municípios de Lisboa, Figueira de Castelo Rodrigo e na VALNOR, empresa de gestão, valorização e tratamento de resíduos sólidos, aguardando-se, para já, os respectivos protocolos e mais detalhes sobre os pilotos. Hélio Silva garante que, “neste momento, a infra-estrutura está praticamente montada para dar resposta na área da recolha de resíduos”.

“Estamos a trabalhar intensivamente nesta tecnologia”, afirma o gestor, “fortemente enquadrada em smart cities” e que pode ser “integrada com outras plataformas existentes no mercado”, num esforço que pretende afirmar-se como um “serviço de referência para esta área”. Esta solução pretende ser reconhecida enquanto “tecnologia amiga das cidades e do cidadão”. Para Hélio Silva, a missão “é envolver toda a cadeia do processo”.

A plataforma integrada de gestão de resíduos dispõe ainda de uma aplicação, com a qual marcou presença enquanto finalista do último BIGSmartCities, competição internacional promovida pelo Vodafone Power Lab e Ericsson, com o objectivo de “acelerar ideias tecnológicas” que melhorem o dia-a-dia nas cidades para quem lá vive, trabalha e visita. Para a EVOX Technologies, a app do 360Waste é uma forma de esta estar “mais virada para o cidadão”, disponibilizando “conteúdos lúdicos, informações sobre reciclagem, vídeos, localizações dos contentores, etc.”.

VOLTAR

NOTÍCIAS RELACIONADAS

2017-07-12
Lisboa e NEC juntas na gestão em tempo real da cidade
O município de Lisboa e a NEC Portugal assinaram, esta semana, um contrato para a gestão integrada dos serviços da...
2017-06-22
Andar nas bicicletas partilhadas de Lisboa vai custar 25 euros por ano
A fase piloto do sistema de bicicletas partilhadas de Lisboa já arrancou. Mais de 400 beta testers e convidados podem...
2017-05-23
Águas e resíduos de Loures e Odivelas adoptam sistema inteligente de gestão
A plataforma colaborativa NAVIA foi a solução escolhida pelos Serviços Intermunicipalizados de Águas e Resíduos de...
2017-05-03
Portugal está a planear ciclovias “sem cautelas”, avisa especialista
A persistência de erros na construção de redes cicláveis, a falta de dados relativos à utilização da bicicleta,...
VER TODAS