Em Bragança, as bicicletas eléctricas partilhadas já conquistaram 856 aderentes e, só neste ano, contam com um total de 40 mil horas de utilização. Para o presidente da câmara da cidade, cuja população ultrapassa os 35 mil habitantes, Hernâni Dias, as Xispas fizeram do uso da bicicleta “uma constante”, pelo que o município está a planear reforçar a iniciativa.

 

Para quem quer usar a bicicleta em Bragança, quais são os principais desafios?

A orografia do nosso território acaba por dificultar, um pouco, o uso diário e regular de bicicletas nas deslocações. Contudo, e precisamente para contornar este obstáculo, o município de Bragança instalou bicicletas eléctricas partilhadas, as Xispas, que têm sido bastante utilizadas, sobretudo por turistas e estudantes do ensino superior.

Que balanço faz do uso da bicicleta, enquanto modo de deslocação diário em Bragança?

Temos verificado que, desde a instalação de Xispas na cidade, o uso de bicicletas é constante. Os postos de estacionamento das Xispas estão, frequentemente, vazios, o que significa que as bicicletas estão em circulação.

"Os postos de estacionamento das Xispas estão, frequentemente, vazios, o que significa que as bicicletas estão em circulação".

Este sistema de bicicletas eléctricas partilhadas está a funcionar desde Junho de 2015. Há números de utilização disponíveis?

Neste serviço, contamos, actualmente, com 856 aderente/utilizadores, que, só durante o ano de 2016, utilizaram o serviço no total de 40 mil horas.

Prevêem-se novidades para reforçar a utilização deste modo suave?

Neste momento, o município de Bragança está  a desenvolver um projecto de continuidade e reforço, mas mais voltado para a população activa, ou seja, público em actividade laboral. Assim sendo, serão instalados novos postos nas zonas industriais e os equipamentos serão mais robustos. O objectivo é fomentar o transporte ciclável e criar hábitos mais saudáveis e amigos do ambiente.

Para além da rede de ciclovias e das Xispas, que outras iniciativas o município levou a cabo para promover o uso da bicicleta?

O município de Bragança realiza, ao longo de todo o ano, actividades e provas de BTT, muitas das quais em áreas rurais, onde se pode desfrutar das maravilhosas paisagens. Aliado a isso, temos recebido provas de âmbito nacional (como a Volta a Portugal) e Internacional (Vuelta Ciclista Castilla y León) que acabam por fomentar o gosto pelo ciclismo e pelo uso de bicicleta nos nossos cidadãos.

De que forma o município escuta e dá resposta aos munícipes que querem usar a bicicleta?

Estamos sempre receptivos a ouvir os seus munícipes. Não é em vão que eu próprio tento estar sempre presente e participar nas provas BTT. É uma forma de ter uma contacto directo com os praticantes e adeptos da modalidade. Também no dia-a-dia, junto dos cidadãos tentamos perceber quais as suas dificuldades e "desejos" neste âmbito.