A cada dia que passa, as tecnologias conectadas invadem um pouco mais as nossas vidas. Podemos pedir à Siri, Alexa ou Google para interpretar a nossa experiência humana ou esperar que os nossos carros respondam às regras de trânsito por conta própria. Neste sentido, a Inteligência Artificial (IA) não torna apenas a nossa vida quotidiana mais fácil, mas também o ambiente de cibersegurança das empresas.

Mas como pode ajudar uma empresa? Hoje sabemos que as técnicas de cibercrime evoluíram muito nos últimos anos e os hackers dão largas à imaginação quando preparam os seus ataques. A combinação de ameaças comuns e técnicas complexas de infiltração tornam as ameaças avançadas e os ataques direcionados um perigo para as organizações que dependem exclusivamente de uma abordagem de segurança convencional.

Perante este cenário em constante mutação, a IA desempenha um papel fundamental na luta contra o cibercrime. E a capacidade de aprender e identificar ameaças é essencial quando confrontada com ameaças complexas.

Perante este cenário em constante mutação, a IA desempenha um papel fundamental na luta contra o cibercrime. E a capacidade de aprender e identificar ameaças é essencial quando confrontada com ameaças complexas.

Na Kaspersky Lab, contamos com a AI para proteger as empresas contra ameaças de cibersegurança. Assim, a capacidade de "aprender" é um pilar básico, filtrando automaticamente milhões de incidentes para detectar anomalias, riscos e sinais, ajudando a estabelecer padrões de ameaças e, assim, respondendo rapidamente a possíveis incidentes.

A inteligência artificial faz parte da nossa abordagem de segurança adaptativa. Na verdade, trabalhamos com o objetivo de reduzir, tanto quanto possível, o risco de futuros ataques e também os possíveis danos que possam afetar a estrutura corporativa por meio de uma estratégia de prevenção, deteção, resposta e previsão.

Desta forma, é possível prevenir ataques, reduzir e minimizar riscos e detetar todas as atividades duvidosas e suspeitas que possam ameaçar a infraestrutura da empresa. Também permite responder de forma mais rápida e eficaz às violações de segurança e conduzir uma investigação completa dos ataques, prevendo riscos futuros.

A IA, combinada com tecnologias de ponta, permite-nos superar ameaças cibernéticas e interromper ataques antes que eles atinjam a rede corporativa. Desta forma, será mais fácil evitar um possível ataque que acabe por prejudicar a organização a nível financeiro ou mesmo de reputação.

 

As opiniões expressas são da responsabilidade dos autores e não reflectem necessariamente as ideias da revista Smart Cities.