De 6 a 8 de Dezembro, Bragança volta a ser um dos principais palcos de discussão do turismo inteligente para cidades de pequena e média dimensão. As melhores práticas e soluções associadas à actividade turística vão estar em discussão, com oradores nacionais e internacionais. Em destaque estarão o empreendedorismo e “as novas centralidades europeias”.

O futuro do turismo nas cidades, aldeias e vilas vai estar novamente em debate na cidade de Bragança, “num contexto de desenvolvimento urbano sustentável”. Autarcas de Portugal vão juntar-se a investigadores na área do turismo, empresários e empreendedores, numa conferência que junta o poder público ao sector da inovação na óptica das cidades num esforço de cooperação que procura promover o desenvolvimento de soluções urbanas inovadoras.

Realizada desde 2014, a conferência já juntou em Bragança mais de 2500 delegados e 300 oradores internacionais, fazendo da cidade transmontana um dos principais centros de discussão do turismo sustentável e inteligente para cidades de pequena e média dimensão. Na edição deste ano, o destaque vai, segundo a organização, para o empreendedorismo e “as novas centralidades europeias”. Temas como legislação, regulação e oportunidades de financiamento serão outros dos tópicos com direito a discussão.

Entre os oradores com viagem marcada para Bragança, a organização destaca a vinda de uma comitiva de dois representantes da búlgara Bulgarian Private Equity and Venture Capital Association (BVCA) - um grupo de investidores privados provenientes da comunidade de empreendedores do país. Em comunicado de imprensa, a organização da conferência de turismo revela que o objectivo associado à vinda desta comitiva passa pela “construção de um ecossistema alternativo em que portugueses e búlgaros possam interagir” e gerar “novas oportunidades de negócio”.

Normandy Madden, directora de media no The Digit Group, empresa responsável pela implementação e gestão de soluções para cidades inteligentes - e que também marcou presença como oradora na edição deste ano do Web Summit, estará, conjuntamente com Nagore Espinosa - investigadora ligada à questão do turismo sustentável - em destaque no Smart Travel 2018.

Empresas ligadas ao desenvolvimento de soluções inovadoras ligadas à inteligência urbana, como a japonesa NEC - com soluções implementadas em Lisboa - ou a portuguesa Ubiwhere, também ligada ao desenvolvimento de soluções inteligentes já aplicadas em Portugal, vão igualmente marcar presença em Bragança.