Entre hoje e amanhã, o Habitat de Inovação Empresarial nos Sectores Estratégicos de Penela (HIESE), no distrito de Coimbra, é o palco nacional para a discussão da inteligência e inovação no mundo rural. O Smart Rural Congress quer promover a discussão em torno do empreendedorismo e das tecnologias no desenvolvimento dos territórios rurais. Será ainda lançada uma rede de municípios para a inovação rural em Portugal.

É precisamente no centro do país e no meio da ruralidade do distrito de Coimbra que o Smart Rural Congress vai decorrer. Vai contar com a presença e participação de vários autarcas nacionais, professores universitários e personalidades ligadas à inovação empresarial, com o objectivo de alimentar a discussão em torno da importância do empreendedorismo e da tecnologia no desenvolvimento de negócios em territórios rurais. Presentes estarão, ainda, a secretária de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Maria Fernanda Rollo, o secretário de Estado das Florestas e do Desenvolvimento Rural, Miguel João de Freitas e, entre outros, a presidenta da comissão de coordenação e desenvolvimento regional do Centro, Ana Abrunhosa.

No primeiro dia do encontro (hoje), que contará com uma visita aos vestígios romanos do Rabaçal através de uma aplicação móvel turística, desenvolvida pela empresa iClio, será lançada uma rede de municípios para a inovação rural em Portugal. O lançamento desta rede vai contar com as intervenções de Helena Freitas, professora catedrática da Universidade de Coimbra, e de Maria Fernanda Rollo. Ao longo dos dois dias, serão igualmente dados a conhecer casos de sucesso de empreendedorismo em meio rural e de incubadoras de empresas rurais.

O Smart Rural Congress é a última etapa do projecto Smart Rural, Smart HIESE - Programa Estruturante de Suporte ao Empreendedorismo de Base Rural, responsável pela promoção de iniciativas empresariais, pela criação de oportunidades e difusão de conhecimento em meio rural.

A organização é o resultado de uma parceria entre o município de Penela e a incubadora do Instituto Pedro Nunes (IPN), sendo que o programa do evento pode ser consultado aqui. A participação é gratuita, mas carece de inscrição obrigatória.