A Europa tem o maior mercado de compras on-line, atingindo os 300 mil milhões de euros, de um total de 850 mil milhões de euros em compras no mundo inteiro. Em Portugal, o comércio electrónico já vale 49 mil milhões de euros e em 2017 representará 45% do PIB. Os dados são da Associação do Comércio Electrónico e Publicidade Interactiva (ACEPI) e foram apresentados ontem na 2ª edição do Mobile Forum Portugal.

Com base em estudos de mercado e experiências, discutiram-se o potencial de desenvolvimento económico e de negócio do mobile e identificaram-se os seus principais desafios e tendências. Que feedback têm as empresas dos seus clientes em relação à tecnologia mobile? O que significa termos este tipo de tendências a instalar-se no mercado? Que exemplos temos dos seus impactos no mercado? Estas foram algumas das perguntas a que se tentou dar resposta, fazendo um ponto de situação sobre o negócio da mobilidade no mercado nacional.

Consoante João Paulo Luz, director de publicidade da SAPO, o mobile começa a ser o primeiro dos quatro ecrãs (TV, mobile, computador e tablet), sendo que as empresas têm a preocupação de adaptar os modelos de negócio à oportunidade do mobile: "É um erro absoluto não se movimentar no mobile marketing e ficar à espera que os outros se atirem à agua", afirmou.

Ao longo do evento foram ainda apresentados modelos do que está a ser feito nesta área, considerada estratégica na economia digital, tomando como exemplos os trabalhos desenvolvidos pela PT Pay, Sonae MC, e-Goi, United Creative ou Bliss Aplications, só para enumerar alguns.

Tendências, soluções e serviços mobile, estratégias, mobile marketing, comércio electrónico ou marketing de proximidade foram temáticas abordadas na iniciativa. Sobre as soluções de futuro, os oradores apontaram para os wearable devices (como os óculos futuristas da Google), e a tecnologia biométrica para pagamentos, por exemplo. Embora esta última já seja possível em alguns casos, como explicou Miguel Duarte Fernandes da PayPal.

Este foi um evento organizado pela ACEPI, pela Mobile Marketing Association Portugal (MMA) e pela Associação Portuguesa para o Desenvolvimento das Comunicações (APDC).

Fotografia: ©Mobile Forum Portugal