Está em desenvolvimento uma nova norma ISO para a resiliência urbana. Com o objectivo de capacitar governos locais e nacionais para os desafios representados pelas alterações climáticas e pelo aumento da população mundial a residir em zonas urbanas, a UN-Habitat, agência da Organização das Nações Unidas (ONU) , em conjunto com a Organização Internacional de Normalização (ISO), está a liderar o desenvolvimento de uma norma que pretende definir um quadro de acção para a resiliência urbana.

Com as 600 maiores cidades do mundo a acolherem 20% da população global total, produzindo 60% do Produto Interno Bruto (PIB) mundial, a ONU estima que, em 2050, 68% dos cidadãos do mundo estejam a viver em cidades. Este contexto de crescente urbanização e de pressão sobre os recursos e as infra-estruturas, acompanhado pelas alterações climáticas, motivou o desenvolvimento de uma nova norma orientada para a resiliência urbana.

A nova norma ISO está a ser desenvolvida pela UN-Habitat, a agência da ONU para a promoção da sustentabilidade no ambiente urbano - integrando o seu programa de resiliência urbana - e pela Organização Internacional de Normalização, com o objectivo de aumentar a resiliência das cidades no seu desenvolvimento.

O desenvolvimento da norma pretende ajudar a definir um quadro de acção que defina conceitos e princípios para a identificação, implementação e monitorização de acções para aumentar a resiliência das cidades e ajudando-as na preparação para os impactos das alterações climáticas, responsáveis, em 2018, pela deslocação de mais de 17 milhões de pessoas. Este processo vai beneficiar da experiência da agência da ONU, assim como dos especialistas do comitê técnico da ISO.

Quando terminada, a norma vai contribuir directamente para a concretização do Objectivo de Desenvolvimento Sustentável 11, definido pela ONU, e respeitante à inclusão, resiliência, segurança e sustentabilidade das cidades.