A multinacional de iluminação exterior Schréder escolheu Portugal para abrir um centro de investigação e desenvolvimento para cidades inteligentes, soluções de Internet das Coisas (IoT), mobilidade eléctrica, iluminação inteligente e conectividade 5G. A abertura do centro vai realizar-se com o apoio da Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal - AICEP e a empresa de iluminação encontra-se a recrutar “talento português”.

Com presença em território nacional desde 1956, a multinacional Schréder escolheu Portugal para acolher o seu novo centro de investigação e desenvolvimento para smart cities - o Schréder Hyperion. O anúncio foi feito no passado dia 16 de Abril, através de nota de imprensa, em que a empresa anunciou estar a recrutar em território nacional, já que o centro disporá de uma “vasta” equipa de engenheiros especialistas em IoT, arquitectos de sistemas e programadores, entre outros. O novo centro vai focar-se na inteligência urbana associada à iluminação de espaços exteriores, desenvolvendo soluções inovadoras “para cidades abertas, fluidas, conectadas, seguras e sustentáveis”.

Actualmente, são várias as soluções de iluminação inteligente da Schréder aplicadas em cenário real em Portugal. No município da Lousada, foram instaladas mais de 12 mil luminárias da empresa e no Porto, no âmbito do projecto europeu Synchronicity, será instalado um sistema da empresa que permite, através de “sensores ópticos”, ajustar os níveis de luminosidade em função do volume de tráfego verificado no momento.

A empresa, que conta com várias soluções inteligentes de iluminação exterior capazes de “interagir com os cidadãos” - através do ajuste da iluminação em determinadas ruas e da integração de câmaras de vigilância, carregadores de veículos eléctricos ou hotspots de banda larga - já opera em Portugal com duas unidades industriais, uma em Oeiras e outra em Alverca, sendo que, nos escritórios de Lisboa e Porto, a empresa tem actualmente mais de 120 trabalhadores.