Um laboratório para analisar dados, encontrar padrões e desenvolver soluções e respostas para os desafios da cidade de Estocolmo, capital sueca. Este é o compromisso que resulta do acordo de colaboração celebrado entre a instituição de ensino tecnológico MIT, do estado norte-americano de Massachusetts, e a universidade tecnológica KHT, baseada em Estocolmo.

Um acordo de pesquisa cooperativa “interdisciplinar” e “de longa duração”, que se desenvolve em torno das áreas do planeamento e desenvolvimento urbanos e que se propõe a funcionar como laboratório para o desenvolvimento de soluções para a capital sueca. É assim que a instituição de ensino superior tecnológica sueca apresenta o acordo universitário transatlântico, cuja entrada em fase de pesquisa foi anunciada no passado dia 5 de Março.

O acordo deverá estender-se ao longo dos próximos três a cinco anos e o trabalho vai ser desenvolvido a partir de um laboratório de pesquisa que conta com o apoio do município de Estocolmo e integra as duas instituições de ensino superior. Este laboratório será constituído por seis investigadores de uma unidade de arquitectura e ambiente construído da KHT e pelo director do MIT Senseable Lab de Boston - uma divisão do laboratório de desenvolvimento de soluções urbanas do MIT -, assim como por um pós-doutorando da universidade norte-americana.

A operação de cooperação vai “procurar respostas, encontrar padrões e mecanismos” de funcionamento da cidade, através da análise de dados. O objectivo passa por desenvolver, através do recurso a novas tecnologias e da atenção à sustentabilidade, novas soluções que contribuam para o desenvolvimento e o planeamento de Estocolmo, uma cidade com desafios decorrentes do seu crescimento. Entre as áreas a trabalhar, estarão os sistemas de mobilidade, de energia ou de fornecimento de água.

O projecto conta com financiamento da KTH, no valor de dois milhões de euros anuais para um período total de cinco anos, aos quais acresce o financiamento atribuído pelo município, de cinco milhões por ano durante três anos, e da Câmara de Comércio de Estocolmo, em conjunto com uma empresa privada, que contribuirá com um milhão de euros por cada um dos cinco anos do acordo.

O laboratório de pesquisa conjunta será instalado no campus da KTH, próximo da cidade de Estocolmo, e a cooperação é oficialmente lançada no dia 12 de Abril.