A Associação Cidadãos de Esposende propôs ao município a realização do Esposende Summit, um evento que pretende dar visibilidade ao ecossistema empreendedor do concelho. O objectivo da associação é colocar a cidade “na rota do empreendedorismo”, servindo de montra para os projectos desenvolvidos no concelho.

Um evento “aberto à comunidade nacional e internacional” para os criadores locais apresentarem o seu trabalho - é assim que a Associação Cidadãos de Esposende descreve a proposta feita à câmara municipal de Esposende (CME). Com o objectivo de impactar a economia local e colocar o foco no ecossistema empreendedor da cidade do distrito de Braga, a associação pretende “tirar proveito da procura existente por este género de eventos”.

A presidenta da associação local, Maria Araújo, acredita que a proposta será bem acolhida pela autarquia, lê-se em comunicado de imprensa da associação.  Ao reunir, no evento, “pequenas e médias empresas” do concelho, os promotores da iniciativa pretendem que o Esposende Summit possa vir a ser uma “montra” e uma “oportunidade” para o ecossistema empreendedor e as start-ups darem a conhecer os projectos em que trabalham, procurando “novos contactos” e investidores. Para além do apoio do município, a Associação Cidadãos de Esposende procura ainda o envolvimento de entidades como o Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ) e o Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP).

A Associação Cidadãos de Esposende tem desempenhado um papel activo na dinamização de projectos no concelho. Exemplo disso é a criação do CoderDojo de Esposende, um espaço de aprendizagem de programação dirigido a crianças e à população jovem.