As ruas da cidade da Amadora vão voltar a tornar-se num espaço de mostra de propostas visuais em forma de arte pública mural. Até 20 de Agosto, o município vizinho de Lisboa recebe a 4ª edição do Conversas na Rua, que este ano conta com a participação de artistas como Odeith ou Pantónio.

A edição deste ano do projecto Conversas na Rua é dedicada à arte pública mural. Serão, ao todo, seis os artistas e colectividades nacionais convidados para apresentarem as suas propostas visuais nas ruas do município e, assim, contribuírem para um dos objectivos chave da câmara municipal da Amadora: a recuperação do património local. Neste caso, essa recuperação vai operar-se através da intervenção artística.

A programação prevê as intervenções de Odeith - através de um tributo ao cinema português -, mas também de Pantónio, cuja proposta incidirá sobre o imaginário do teatro e do cinema, Frederico Draw & Contra, numa homenagem à ilustração científica e do artista Daniel Eime. O Estúdio Altura também integra a agenda, com uma reflexão sobre a dança. A proposta do artista Pantónio será acolhida pela Escola Superior de Teatro e Cinema (ESTC), numa das fachadas do seu edificado.

A cidade da Amadora conta, segundo dados do município, com mais de 100 registos de arte pública, entre painéis de azulejo e murais, em representações que juntam vários artistas de grafíti e arte de rua.

O Conversas na Rua é organizado anualmente pela câmara municipal da Amadora, com o objectivo, expresso em comunicado de imprensa, de “estimular a participação, o diálogo e a reflexão sobre a cidade”.