“Promover cidades de excelência através de novas e inovadoras oportunidades” é uma das missões encabeçadas pelo município de Guimarães e que vai ganhar forma já nos próximos dias 11 e 12 de Outubro. Isto porque a Cidade Berço será uma das anfitriãs do evento Cities for Excellence, que acontece, nestes dias, em Bruxelas, e que junta os parceiros de dez projectos europeus, aprovados e em curso no âmbito do programa Horizonte 2020 (H2020), na área das cidades inteligentes.

A acompanhar Guimarães, vão estar as cidades europeias de Bilbau (Espanha), Brno (Rep. Checa), Helsínquia (Finlândia), Sonderborg (Dinamarca), Viena (Áustria) e Vilnius (Lituânia). A capital lituana é a anfitriã do primeiro dia do encontro, ficando o dia 12 de Outubro a cargo da cidade portuguesa. Entre os participantes e para além das entidades envolvidas nos dez projectos europeus smart city, estão também outros players que participam mais de 200 iniciativas com a chancela do H2020, incluindo universidades, centros de investigação e empresas de vários sectores.

Mas, mais do que um ponto de encontro, a principal motivação desta agenda é a criação de oportunidades para a inovação urbana. Para Guimarães, a motivação é ainda maior, conforme explica Ricardo Costa, vereador da câmara municipal vimaranense. “É, para nós, uma grande honra poder contar com o contributo de tantas cidades parceiras. Guimarães revê-se na ambição europeia de integrar o modelo smart city com novos paradigmas urbanos. Nesta óptica, como cidade de futuro, Guimarães abraça esse desafio lançado pela comunidade europeia”, refere.

Durante os dois dias, as cidades e entidades participantes vão dar a conhecer as experiências e conhecimentos adquiridos até aqui nas iniciativas que têm a decorrer, mas, acima de tudo, vão estar de olho na possibilidade de abraçar parcerias e projectos no futuro próximo. Para o autarca de Guimarães, concretizar os objectivos de uma cidade inteligente “só é possível através da criação de uma rede de parceiros forte, integrando stakeholders que conheçam o território e que tragam soluções para a cidade e adoptando o conceito Smart Cities for all - estratégia aberta e para todos. Faz, assim, todo o sentido contar com tantos contributos de cidades, empresas, instituições científicas e académicas”.

“Guimarães pretende prosseguir esta estratégia e desenhar os seus projectos de longo prazo, prosseguindo os seus compromissos de descarbonização para 2030 e 2050 orientados para um novo paradigma urbano alinhados com esta estratégia. O paradigma de uma smart city é a abertura de novas oportunidades para as cidades. É isto que Guimarães pretende ao ser anfitriã deste evento: promover cidades de excelência através de novas e inovadoras oportunidades”, admite.

O Cities for Excellence, organizado pela IrRADIARE e pela ERRIN (European Regions Research and Innovation Network), integra-se na celebração da Semana Europeia das Regiões e Cidades, iniciativa da DG REGIO – Direcção-Geral da Política Regional e Urbana e do Comité Europeu das Regiões, e que decorre por estes dias em Bruxelas.

“O evento, com a participação da Comissão Europeia, tem por objectivo delinear novas propostas de projecto para o próximo Programa-Quadro FP9/Horizon Europe”, explica Marcos António Nogueira, da IrRADIARE. “As cidades portuguesas podem sentir-se orgulhosas por este evento fechar a Semana Europeia das Regiões e Cidades de 2018”, exclama.