A ARMIS ITS, empresa portuguesa que desenvolve soluções de mobilidade inteligente através de tecnologias de informação e comunicação, recebeu o prémio de “Melhor Contribuição” a nível europeu para a implementação do DATEX II, o plano de acção para o sector dos transportes que visa acelerar a transição para a mobilidade sustentável através da implementação de Sistemas de Transporte Inteligentes (ITS). O reconhecimento da empresa nacional aconteceu na cidade de Utrecht, nos Países Baixos, no decorrer do DATEX Forum, uma reunião da comunidade responsável pela implementação do plano co-financiado pela Comissão Europeia. O encontro do passado mês de Maio foi palco de discussão de temas de interesse para autoridades rodoviárias, arquitectos, programadores e para a indústria ligada ao desenvolvimento de soluções de mobilidade inteligentes. Num fórum em que os participantes foram convidados a apresentar os seus projectos de implementação do plano DATEX II, foi a empresa nacional ARMIS ITS quem mais se destacou, conquistando, assim, o prémio de 2018 para a melhor contribuição para o cumprimento das normas do plano europeu. Para a atribuição do prémio terão contribuído o desenvolvimento de projectos e soluções inovadoras como o OpenRoads - uma solução adoptada pelo Instituto da Mobilidade e dos Transportes (IMT) que permite gerir e supervisionar o estado das estradas em tempo real - e o Way4Smart - uma plataforma de gestão integrada de diversos serviços de mobilidade, tais como infra-estruturas, parques, tráfego e modos suaves. No fórum em que a empresa portuguesa foi premiada, foi ainda apresentada a nova versão do DATEX II, que procura potenciar o desenvolvimento da indústria ITS e da condução autónoma na Europa. O DATEX II foi desenvolvido por um grupo de trabalho europeu, co-financiado pela Comissão Europeia e prevê a criação de standards e regras, assim como a harmonização das trocas de informação que ocorrem entre aplicações que requeiram acesso a informações disponibilizadas por centros de gestão e controlo de tráfego, centros de informação e prestadores de serviços.