Inicialmente agendado para os dias 18, 19 e 20 de Maio deste ano, o congresso europeu da ITS - Sistemas e Serviços Inteligentes de Transporte pretendia ser a primeira reunião da rede ERTICO a atingir a “neutralidade carbónica”. Agora, devido à pandemia do novo coronavírus, o encontro foi adiado para 2023.

A expectativa era a de reunir, em Lisboa, mais de 1200 delegados de mais de 50 países, mais de uma centena de autarcas e 2000 visitantes. No evento de antecipação do 14º congresso europeu da ITS -  Sistemas e Serviços Inteligentes de Transporte, em Setembro do ano passado, em que marcou presença o vereador com o pelouro da mobilidade em Lisboa, Miguel Gaspar, revelava-se a intenção de fazer deste congresso ITS o primeiro a atingir a “neutralidade carbónica”.

Agora, em consequência da pandemia de covid-19, foi anunciado o adiamento do evento para 2023. Com o objectivo de “abordar a importância dos Sistemas de Transporte Inteligentes nas cidades e regiões”, o evento deve contar com uma zona de exposições, com mais de 100 empresas, associações e organizações a mostrar as mais recentes tendências no campo da mobilidade inteligente, um espaço de demonstração exterior, visitas técnicas pela cidade de Lisboa e palestras com especialistas internacionais.

Organizado pela ERTICO - a rede europeia público-privada de promoção de sistemas e serviços inteligentes de transportes (ITS) -, o evento pretende fazer a ponte entre o desenvolvimento de novas soluções de “mobilidade sustentável e inteligente” e a sua implementação no terreno.

O adiamento acontece “no contexto da actual crise sanitária e tendo em vista a segurança de todos os participantes”, lê-se em nota enviada pela organização à Smart Cities. A escolha do ano de 2023 para a realização do encontro “advém de já se encontrar agendado para 2021 o Congresso Mundial ITS em Hamburgo e de já ir decorrer em Lisboa, em 2022 o Congresso Transport Research Arena (TRA)”, um evento do sector dos transportes que vai decorrer com o apoio da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP).