Três dias, quatro conferências e 25 apresentações de start-ups - de 26 a 28 de Novembro, Frankfurt recebe o Hypermotion, um evento orientado para a transformação digital dos sistemas de transporte inteligente (ITS). Dividindo-se por sete áreas temáticas, o evento vai contar com a participação de mais de 150 oradores, empresas, instituições académicas e organizações de utilizadores de soluções de mobilidade.

A terceira edição do Hypermotion volta a reunir fornecedores de serviços de mobilidade aos seus utilizadores, tendo em vista a definição de “novos padrões para a logística e a mobilidade do futuro”. Com o networking como “principal objectivo”, o evento marcado para a cidade alemã de Frankfurt desdobra-se em sete áreas temáticas: conectividade, monitorização e transparência, análise de dados e segurança, “hipermodalidade”, sustentabilidade, logística digital e urbana e regiões inteligentes e digitais. Estes são, para o evento que congrega quatro conferências, os “elementos chave para os sistemas de transporte de hoje e de amanhã”.

O programa do Hypermotion é denso, já que no decorrer dos três dias estão englobadas a realização de quatro conferências distintas. Entre estas, está o quinto Congresso Alemão de Mobilidade, que terá a mobilidade urbana do futuro como tema central e vai decorrer entre os dias 26 e 27, mas o mega evento de Frankfurt acolhe ainda o EXCHAiNGE, uma conferência orientada para as cadeias logísticas e o reconhecimento de soluções inovadoras neste campo, a smart mobility conference (smc), que ocupará os três dias de Hypermotion e combina sessões com especialistas, exposições e workshops que promovam a “transferência de conhecimentos para a mobilidade urbana sustentável” e ainda a Conferência Digital de Logística (LDC), a realizar no dia 28 e focada nas temáticas das regiões inteligentes, intermodalidade e digitalização da logística.

O Hypermotion conta com o seu próprio “laboratório” - o Hypermotion Lab, um palco para painéis de discussão e apresentações de especialistas, mas também para empresas estabelecidas no campo da mobilidade e start-ups que procuram apresentar as suas soluções. Em exposição, durante o evento, estarão vários veículos de micromobilidade que se apresentem como alternativa ao automóvel para pequenas viagens dentro da cidade, tais como bicicletas eléctricas ou bicicletas de carga.

Entre a preenchida agenda do Hypermotion, cabe ainda o Urban Mobility Lab, uma série de conversas a versar sobre temas como “novos centros na periferia”, “novas formas de logística urbana” ou ainda “a cidade amiga da bicicleta”. No primeiro dia do evento, a programação do Urban Mobility Lab vai abrir com uma apresentação do arquitecto e urbanista dinamarquês Jan Gehl.

O Hypermotion conta com a revista Smart Cities como media partner oficial e é realizado com o apoio do ministério federal alemão do Transporte e Infra-estrutura Digital, do estado alemão de Hessen, do município de Frankfurt e de várias associações alemãs de mobilidade.