No último sábado, o Palácio dos Coruchéus, em Lisboa, recebeu um evento de celebração das hortas urbanas. O espaço acolhe uma Horta Vertical, que tem como objectivo o envolvimento da comunidade nesta prática.

O evento foi organizado pelo Minigarden, empresa portuguesa que desenvolveu a tecnologia de cultivo no plano vertical utilizada na Horta dos Coruchéus, e cuja missão visa “uma revolução verde urbana”.

Para além de envolver a comunidade, a acção pretendeu também chamar a atenção para a importância da produção sustentável e de uma alimentação saudável. Para o efeito, estiveram presentes a nutricionista Mariana Chaves e o chef Pedro Marques.

A Horta Vertical dos Coruchéus é uma iniciativa das Galerias Municipais da EGEAC - Empresa de Gestão de Equipamentos e Animação Cultural de Lisboa. António Rodrigues, responsável de marketing da Minigarden, este é um “caso de sucesso, que poderá ser promovido e replicado noutras zonas das grandes cidades, podendo apresentar uma oportunidade na requalificação de espaços e na sensibilização e mobilização da sociedade civil para a importância do cultivo de plantas nos espaços urbanos, com todos os benefícios inerentes”.