As bicicletas partilhadas de Anadia (b-And), a construção de bacias de retenção para a prevenção de inundações, em Guimarães, o Parque Ambiental do Buçaquinho, em Ovar, o Parque do Choupal, em Torres Vedras, e a plataforma de gestão de resíduos urbanos de Cascais compõem o lote de finalistas na categoria Cidades Sustentáveis da 9ª edição dos Green Project Awards. Os vencedores vão ser conhecidos numa cerimónia marcada para 23 de Janeiro e que terá lugar, pela primeira vez, no Porto.

A solução do município de Cascais para a optimização da recolha de resíduos urbanos compreende a implementação de sensores de enchimento das ilhas ecológicas, que comunicam, em tempo real, com um software que gere as necessidades de recolha e intervenção. O sistema alcançou poupanças, entre 2011 e 2014, de 13%, tendo o investimento sido recuperado em apenas seis meses.

Já o serviço de bicicletas partilhadas de Anadia, que entrou em funcionamento em Fevereiro de 2015, promove a mobilidade sustentável, permitindo a utilização gratuita dos velocípedes, mediante apresentação de um documento de identificação. O sistema dispõe, actualmente, de dez estações que ligam equipamentos, serviços e unidades hoteleiras da região, fazendo uso das ciclovias já existentes. Os planos da autarquia anadiense prevêem, ainda, a continuidade da expansão da rede ciclável.

O Parque Ambiental do Buçaquinho apresenta, como conceito chave, a sustentabilidade, tendo apostado na utilização de fontes de energia renováveis, através da instalação de geradores eólicos e painéis fotovoltaicos. Em Torres Vedras, é a requalificação do Parque do Choupal a merecer o estatuto de finalista. Foram criadas duas ligações pedonais e cicláveis, entre as margens do rio Sizandro, proporcionando a aproximação da zona Norte da cidade ao centro histórico e valorizando a linha de água.

Finalmente, também a construção de bacias de retenção em Guimarães mereceu um lugar no lote de finalistas. Têm como função diminuir a possibilidade de inundações regulares na zona baixa da cidade, reduzindo o caudal e a velocidade das águas da Ribeira de Couros.

Para além da categoria Cidades Sustentáveis, serão premiados projectos nas categorias Agricultura, Mar e Turismo, Consumo Sustentável, Gestão Eficiente de Recursos, Information Technology, Iniciativa de Mobilização, Produto ou Serviço, e Prémio Inovação Social Green Project Awards – Sociedade Ponto Verde. Os finalistas destas categorias podem ser consultados no sítio web dos prémios.

Será a Fundação Serralves a receber, no próximo dia 23 de Janeiro, a cerimónia de entrega dos Green Project Awards Portugal, que premeia as melhores práticas no campo da sustentabilidade. A organização estará a cabo da câmara municipal do Porto e da Lipor. O dia será ainda marcado pela realização da conferência “A Nova Economia”, cujo foco serão as cidades, e pelo workshop sobre Políticas Públicas para a Mobilidade Sustentável nas Cidades. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas aqui.