O centro de engenharia e desenvolvimento de soluções tecnológicas CEiiA apresentou, na sede da Organização das Nações Unidas (ONU), no passado dia 17 de Julho, o projecto AYRCredits - uma espécie de moeda que é conquistada através através de reduções nas emissões de dióxido de carbono. A apresentação, que teve lugar em Nova Iorque, decorreu no âmbito do SDG Business Forum, uma iniciativa da ONU, associada aos Objectivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

O propósito do AYRCredits é o incentivo à adopção de comportamentos sustentáveis. É através de tecnologia blockchain - que permite registos rápidos, seguros e automáticos de transacções - que o projecto valida as trocas feitas. Numa primeira fase, o objectivo da carteira virtual de AYRCredits é o de promover hábitos de mobilidade ambientalmente sustentáveis em meio urbano, tendo em conta que grande parte das emissões de gases com efeito de estufa nas cidades provêm das deslocações dos cidadãos.

O projecto, que depende das redes de parceiros que venha a conquistar, foi apresentado, no passado dia 17 de Julho, na sede da ONU, por ocasião do SDG Business Forum, o principal evento empresarial associado aos Objectivos de Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas, organizado pelo departamento de assuntos económicos e sociais da ONU, pela Câmara de Comércio Internacional e pelo Pacto Global das Nações Unidas.

Assim, o projecto procura as opções de mobilidade sustentáveis com créditos que podem, depois, ser utilizados em troca de bens e serviços na rede de parceiros. Trocar melhorias poupanças na emissão de dióxido de carbono por um café é, a título de exemplo, uma das possibilidades.

O CEiiA, centro de engenharia e desenvolvimento de soluções tecnológicas, assume, deste modo, a sustentabilidade como um dos seus motores de actividade, contribuindo, no desenvolvimento das suas soluções, para o alcançar dos objectivos definidos pelo Acordo de Paris.